Após ser reconhecido, homem e comparsa são presos por assalto a ônibus no Petrópolis

Lukas Washington Melo Rabelo, 20, foi preso, na companhia do comparsa Mikleuton Batista da Silva, 22. Os dois homens são suspeitos de roubar passageiros da linha 519, no dia 18 de junho

Manaus – Após denúncia à Polícia Civil de que estava roubando, mais uma vez, na zona sul de Manaus, Lukas Washington Melo Rabelo, 20, foi preso, na companhia do comparsa Mikleuton Batista da Silva, 22. Os dois homens são suspeitos de roubar passageiros da linha 519, no dia 18 de junho. A Polícia Civil apresentou a dupla, à imprensa, na tarde desta quinta-feira (21).

Embaixo da cama da quitinete onde Lukas e Mikleuton moravam, a polícia apreendeu uma arma caseira, de calibre 16, com uma munição intacta. (Foto: Girlene Medeiros/Divulgação)

Os policiais prenderam Lukas e Mikleuton, por volta de 9h, na Avenida Leopoldo Carpinteiro Peres, no bairro Petrópolis, zona sul. Embaixo da cama da quitinete onde a dupla morava, próximo à avenida, a polícia apreendeu uma arma caseira, de calibre 16, com uma munição intacta. Para a polícia, o armamento foi usado no assalto ao ônibus. Além dos pertences dos passageiros, os assaltantes roubaram R$ 220 que é a renda do ônibus que estava com a cobradora no momento do roubo.

Na ocasião, segundo a Polícia Civil, a dupla contou com o apoio de outros três comparsas. Por volta de 22h30, a dupla anunciou o assalto e Lukas era quem portava a arma. Ele a apontou para a cabeça do motorista do transporte público, de acordo com a polícia. “Na denúncia, disseram: ‘Olha, o Lukas está roubando aqui de novo’”, disse a delegada Benvinda Gusmão, titular do 3º Distrito Integrado de Polícia (DIP), acrescentando que o homem é conhecido da polícia e dos moradores do bairro Petrópolis por praticar os assaltos.

Após a denúncia, a polícia solicitou a expedição do mandado de prisão em nome de Lukas. A ordem para a prisão foi expedida no dia 20 de junho, pela juíza de Direito Andrea Jane Silva Medeiros, da 5ª Vara Criminal. A polícia também capturou Mikleuton após identificar que havia um mandado de prisão, em nome dele, expedido pela Vara de Execuções Penais (VEP).

Conforme a delegada Benvinda, Lukas é suspeito também de ter roubado, na companhia de comparsas, uma loja de confecções e cosméticos, situada na zona sul, em julho de 2017. Na ocasião, segundo a Polícia Civil, ele usou uma arma de fogo e roubou R$ 3,5 mil em espécie, além de notebooks e celulares dos funcionários do estabelecimento comercial.

Lukas também responde a três processos criminais, sendo dois roubos e um porte ilegal de arma de fogo. Conforme a Polícia Civil, ele foi preso no dia 3 de maio deste ano por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, mas foi posto em liberdade no último dia 18 de maio. Mikleuton responde, também, a três processos criminais, sendo dois na VEP e um por tráfico de drogas.

Os dois homens foram autuados em flagrante por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito. Eles foram levados à Audiência de Custódia, e, em seguida, encaminhados ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), na zona rural da capital.

Anúncio