Assaltante é morto por passageiro de micro-ônibus, na Avenida Djalma Batista

Homem, de nome e idade ainda desconhecidos, foi morto com um tiro na cabeça durante um assalto a uma linha do transporte executivo, na noite desta segunda-feira (17). Comparsa fugiu

Manaus – Um homem, de nome e idade ainda desconhecidos, foi morto com um tiro na cabeça, por um ‘justiceiro’, durante um assalto a linha 844 do transporte executivo, na noite desta segunda-feira (17), na Avenida Djalma Batista, zona centro-sul de Manaus. Um segundo suspeito do assalto conseguiu fugir. O homem é suspeito de ter feito mais de 30 pessoas reféns durante o roubo.

O caso aconteceu no trecho da avenida próximo ao conjunto Eldorado. Conforme a polícia, a dupla de assaltantes entrou em uma parada de ônibus em frente a um shopping e anunciou o assalto. No micro-ônibus executivo, estavam 15 pessoas. Uma das vítimas reagiu e atingiu, com um tiro de pistola, a cabeça de um dos assaltantes. O ‘justiceiro’ estava acompanhado da mulher e uma filha. Após a ação, o homem deixou o local com a mulher e a criança.

Crime aconteceu na noite desta segunda-feira (17). (Foto: Eraldo Lopes/RDC)

A linha 844, do transporte executivo, seguia no sentido Centro/bairro. Equipes da Polícia Militar do Amazonas (PMAM) e do Instituto Médico Legal (IML) foram acionadas. Agentes do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito de Manaus (Manaustrans) também foram acionados para coordenar o tráfego na área.

Uma pistola pistola calibre 9 milímetros com um carregador foi encontrada em posse do suspeito morto. Um comparsa do homem conseguiu fugir, conforme informações do tenente Rherondy Aranha, da 22ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom).

O “justiceiro” deixou o micro-ônibus logo após efetuar o disparo. Dois assaltantes entraram no micro-ônibus se passando por passageiros, na frente de um centro de compras. Em seguida, a dupla anunciou o assalto, mas um dos passageiros reagiu, logo após a dupla pegar dinheiro, celulares e objetos pessoais dos passageiros.

“O micro-ônibus estava lotado e seguia para a avenida Nepal, no bairro Nova Cidade. Os assaltantes estavam com uma pistola de uso israelense e fizeram as vítimas reféns”, disse.

Até às 20h30 desta segunda-feira, os policiais aguardavam os peritos do Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC), além dos policiais civis da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) no local.

*** Matéria atualizada às 20h30 para acréscimo de informações

Anúncio
Anúncio