Assaltantes fazem 50 passageiros reféns dentro de ônibus durante tiroteio

O motorista do ônibus, Elis da Silva Vale, 30, relatou que, pelo menos, 50 passageiros foram feitos reféns dos homens que efetuaram mais de dez tiros durante o confronto dentro do ônibus

Manaus – Um tiroteio entre dois grupos de assaltantes rivais, dentro do ônibus da linha 356, terminou com um jovem de 18 anos morto e outros três feridos, na noite desta sexta-feira (11), na Avenida Santos Dumont, bairro Tarumã, zona oeste de Manaus.

O motorista do ônibus, Elis da Silva Vale, 30, relatou que, pelo menos, 50 passageiros foram feitos reféns dos homens que efetuaram mais de dez tiros durante o confronto dentro do ônibus.

Crime aconteceu na noite desta sexta-feira (11) (Foto: Jucélio Paiva/Divulgação)

Vale contou que o primeiro grupo, com cerca de quatro homens, entrou no coletivo no Terminal de Integração 1 (T1), no Centro. Na plataforma localizada no canteiro central da Avenida Constantino Nery, na zona centro-sul, mais quatro homens de um grupo rival também embarcaram no coletivo.

Na Avenida Torquato Tapajós, um dos suspeitos anunciou o assalto e mandou o motorista desviar o ônibus para o Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, mas os assaltantes rivais começaram a atirar. “Os bandidos só falavam que eram de facções rivais. Graças a Deus, todos que saíram feridos eram bandidos. Os outros fugiram para a mata”, disse Vale.

DEHS vai investigar o caso (Foto: Jucélio Paiva/Divulgação)

O ônibus seguia para o Conjunto Habitacional Viver Melhor, no bairro Lago Azul, zona norte da capital, quando aconteceu o tiroteio, de acordo com informações do tenente Samyr Mustafá, da 20ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom).

O jovem que morreu durante o confronto foi identificado, por familiares, como Gabriel Oliveira Silva. O delegado Rafael Campos, da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), esteve no local e disse que um inquérito deve ser aberto para apurar as circunstâncias do tiroteio. As imagens das câmeras de segurança do coletivo devem ser analisadas para ajudar na investigação.