Assaltantes invadem casa na Praça 14 e fazem reféns; um deles foi morto com tiro na cabeça

O infrator que foi morto trocou tiros com um morador da casa

Manaus – Almerindo Figueira Mota Júnior, 27, e Lindocarlos Coelho Júnior, 24, foram presos na noite de quarta-feira (8) por assaltar uma casa, que fica na Avenida Visconde de Porto Alegre, bairro Praça 14, zona sul. Outro homem, que também estava no assalto, identificado como Jorge Adriano Anaquirir Moura, 28, acabou morrendo com um tiro na cabeça.

O trio invadiu uma casa, roubou celulares e joias, mas quando estava de saída, outro morador chegou armado e trocou tiros com os assaltantes. Jorge Adriano foi atingido com um tiro na cabeça e morreu. Os outros dois retornaram para a casa e fizeram dois idosos e uma enfermeira de reféns.

O material apreendido com o grupo de assaltantes (Foto: Divulgação)

De acordo com o capitão da Polícia Militar, Marcos Barroso, a polícia foi acionada para atender uma ocorrência de um disparo de arma de fogo por volta da 23h. Chegando ao local, constatou tratar-se de roubo majorado, onde havia três reféns dominados por dois assaltantes, e um deles, que levou um tiro na cabeça, acabou morrendo. O supervisor de área da Polícia Militar, Tenente Landell, iniciou as negociações para liberação dos três reféns e rendição dos assaltantes com apoio da Força Tática, Comando de Operações Especiais (Coe) e Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam).

Após cerca de duas horas de negociação, os assaltantes liberaram os reféns, que eram um idoso de 78 anos, uma idosa de 75 anos e uma enfermeira de 43 anos. Eles entregaram sete armas de fogo, das quais três de calibre 38 eram dos assaltantes, mais quatro armas que eram do proprietário da casa e mais uma arma que foi encontrada em um cofre.

Com os assaltantes foram apreendidos três revólveres calibre 38, com cinco munições, sendo uma deflagrada; uma faca JBC e uma faca de serra. Na casa foram apreendidas uma espingarda calibre 16 CBC, sem munição; um rifle calibre 44 Rossi, sem munição; uma pistola Taurus 380 com 14 munições; uma pistola Glock UGP 017 G5 380, com 12 munições; e uma pistola Imbel .40.

Também foram presos o irmão de Almerindo, Bruno Cézar Pereira da Mota, 31, detido em frente ao local por denúncia de populares, e Fabrícia Corrêa Fontenelle, 29, que foi detida também em frente ao local da ocorrência, por dar apoio aos infratores, em um veículo modelo corsa, de cor cinza e placas OAI 4651, por denúncia via Centro de Comunicações Operacionais Policiais Militares (Cecopom).

Os quatro infratores forma encaminhados ao 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP) para os procedimentos legais, juntamente com o armamento e os objetos roubados e o carro que estava com Fabrícia. Eles foram autuados por roubo majorado e formação de quadrilha. Após os procedimentos na delegacia, foram encaminhados para audiência de custódia via videoconferência e vão ficar à disposição da Justiça.

Anúncio