Auxiliar de cozinha morre ao trocar tiros com a polícia no Tarumã

Um carro lotado na Secretaria de Segura Pública (SSP-AM) e uma pistola em nome de um policial civil foram usados no caso que será investigado pela DEHS

Manaus – O auxiliar de cozinha Joander da Costa Linhares, 23, morreu após confronto policial, na noite desta quinta-feira (11), na Rua Praia da Ponta Negra, Parque Riachuelo, bairro Tarumã, zona oeste de Manaus. Um carro lotado na Secretaria de Segura Pública (SSP-AM) e uma pistola em nome de um policial civil, estão envolvidos no caso.

De acordo com a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), os policiais da 20° Companhia Interativa Comunitária (Cicom), receberam uma denúncia via Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops), de que um grupo estaria espancando um homem e tentando colocá-lo dentro de um Logan branco, no beco sete, bairro Tarumã.

Os policiais iniciaram então buscas na região e abordagens à veículos que batiam com a descrição da denúncia, assim como veículos similares. Até que por volta das 20h30, um Logan branco, placa JXX-8643, passou ao lado de uma viatura da 20ª Cicom e não respeitou a sinalização de parada dos policiais, iniciando a perseguição.

Leia mais: Suspeito de cometer assaltos é morto a tiros por justiceiro na zona norte de Manaus

Ainda segundo a DEHS, ao chegaram na rua Flor de Maracujá, um trio de suspeitos, sendo um deles Joander da Costa Linhares, saíram do veículo e fugiram para o fundo de uma casa que fica no local.

blank

Local em que ocorreu a troca de tiros (Foto: Natasha Pinto)

Os policiais da 20ª Cicom seguiram o trio e ao chegarem no fundo da residência, viram que dois suspeitos já haviam pulado o muro, enquanto Joander estava tentando escapar. Foi quando o auxiliar de cozinha disparou contra os policiais, ao ficar sobre o muro. A guarnição revidou e acabou acertando o rapaz, que caiu do outro lado do muro.

De acordo com a perícia do Departamento de Polícia Técnico-Científico (DPTC), Joander foi atingido com dois disparos na região das costas, onde acabou não resistindo aos ferimentos e morreu no local. Os outros dois comparsas fugiram.

A Especializada em Homicídios e Sequestros, disse ainda que após verificação no sistema, o veículo utilizado pelo trio, não tinha restrição de roubo e que era lotado da Secretaria de Segura Pública (SSP-AM).

Leia mais: Polícia pede ajuda para localizar trio que matou comerciante na zona norte de Manaus

A DEHS apreendeu, a pistola ponto 40 utilizada pelo auxiliar de cozinha,  estava registrada no nome de um policial civil, que foi convocado a prestar esclarecimentos na sede da Delegacia Especializada. O policial disse que ele havia vendido a arma para outro policial civil, que ainda não tinha feito a transferência, mas não sabia como a pistola havia chegado na vítima.

O caso continua sendo investigado pela Especializada em Homicídios e Sequestros, que já está em posse de imagens de câmeras de vigilância que flagraram parte da ocorrência. O corpo de Joander foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML).

Até o fechamento da matéria, a SSP-AM não informou para quem estava acautelado o veículo e qual o motivo dele estar envolvido na ocorrência.

Anúncio