‘Bola’ é preso suspeito de matar homem na AM-010

O crime aconteceu no dia 1° de setembro, por volta das 19h, no Ramal Água Branca, no quilometro 35 da estrada AM- 010

Manaus – André da Silva da Oliveira, 35, conhecido popularmente por ‘Bola’, foi preso por policiais civis da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), na manhã desta quarta-feira (10), suspeito de matar o agricultor Alcimar da Silva Monteiro, vulgo ‘Amazonas’, no início deste mês.

O crime aconteceu no dia 1° de setembro, por volta das 19h, no Ramal Água Branca, no quilometro 35 da estrada AM- 010. Segundo o delegado Paulo Martins, da DEHS, a motivação do crime seria uma dívida da vítima com André e o comparsa dele, identificado como Marcos Gabriel das Chagas, conhecido como ‘Neguinho’, de 19 anos, que está foragido.

“André e Marcos foram cobrar R$ 50 da vítima por um serviço de capinagem em um terreno. Na hora do pagamento, ‘Amazonas’ pagou somente o valor acordado, foi quando tiveram uma discussão. Em seguida, eles desferiram diversas facadas contra Alcimar que veio a óbito no local”.

André da Silva da Oliveira, 35, conhecido popularmente por ‘Bola’, foi preso suspeito de cometer assassinado (Foto: Layena Magalhães/Divulgação)

Após a equipe policial tomar conhecimento do caso, iniciaram as diligencias e, por meio de denúncia anônima, informando a localização de André, ele foi encontrada residência onde ele morava, na Comunidade União da Vitória, bairro Tarumã, zona oeste de Manaus, porém, ele não estava em casa.

Ainda de acordo com o titular da DEHS, ‘Bola’ foi comunicado por sua família que a polícia esteva a procura dele e que o mesmo deveria comparecer na Especializada. O suspeito se apresentou espontaneamente na unidade policial acompanhado de um advogado.

A ordem judicial em nome dele foi expedida, no dia 9 de setembro deste ano, pela juíza Patrícia Chacon de Oliveira Loureiro, em plantão criminal. ‘Bola’ foi indiciado por homicídio qualificado. Ao término dos procedimentos cabíveis na sede da DEHS, ele será encaminhado para o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM).