Caso Flávio: Tribunal de Justiça revoga prisão domiciliar de Alejandro Valeiko

A decisão prevê prisão temporária de 30 dias, que pode ser prorrogada por mais 30 dias

Manaus – O desembargador José Hamilton Saraiva dos Santos, do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), revogou na tarde desta segunda-feira (7) a decisão que concedeu prisão domiciliar a Alejandro Valeiko, um dos suspeitos da morte do engenheiro Flávio Rodrigues, 42.

Alejandro se apresentou na manhã desta segunda na sede da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) onde prestou depoimento por mais de 4 horas. A decisão prevê prisão temporária de 30 dias, podendo ser prorrogada por mais 30 dias.

Alejandro se apresentou na manhã desta segunda-feira (Foto: Yago Frota/GDC)

Alejandro será encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), onde fará o exame de corpo de delito, e posteriormente será encaminhado a uma unidade prisional, possivelmente o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), já que ele deve ficar separado dos demais suspeitos, de acordo com a decisão judicial.

Confira a decisão

Anúncio