Cerca de 1,7 tonelada de maconha é apreendida em embarcação na orla de Manacapuru

A apreensão pelo Denarc gerou um prejuízo de R$ 7 milhões para uma organização criminosa

Manaus – Alex de Oliveira Jean, 39, Edson Luiz Viana Fernandes, 39, Elson Rodrigues Mota, 39, Fábio de Lima Souza, 34, e Raimundo Nonato Abreu Ramos, 48, foram presos em flagrante por tráfico de drogas, na manhã desta sexta-feira (8), com cerca de 1,7 tonelada de maconha do tipo skunk, em uma embarcação atracada na orla de Manacapuru (a 68 quilômetros a oeste de Manaus). Além das drogas, uma pistola .40 foi apreendida.

O rebocador com o carregamento de maconha do tipo skunk veio do município de Maraã e foi interceptado em Manacapuru (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

O quinteto foi apresentado no prédio da Delegacia Geral da Polícia Civil, na Avenida Pedro Teixeira, bairro Dom Pedro, zona centro-oeste. Em entrevista coletiva, o diretor do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc), Paulo Mavignier, que coordenou a ação, disse que as equipes já estavam investigando a equipe há cerca de dez dias.

“Com base em uma investigação de dez dias, nós interceptamos um rebocador, uma embarcação de ferro, que vinha do município de Maraã, na calha do rio Japurá. Essa embarcação foi interceptada em Manacapuru e, na revista, os nossos policiais encontraram dentro de um freezer no porão aproximadamente 1,7 tonelada de maconha do tipo skunk. Já na cabine do comandante, foi apreendida uma pistola calibre .40”, contou Mavignier.

“Essa apreensão gerou um prejuízo de R$ 7 milhões para uma organização criminosa, que era responsável pelo carregamento, que vamos manter em sigilo. A droga com certeza seria distribuída para Manaus e para as regiões Nordeste e Sul do País. A embarcação está apreendida e à disposição da Justiça Judiciária”, completou.

A ação do Denarc foi em conjunto com o Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera) e Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Manacapuru. De acordo com o delegado Juan Valéria, do Grupo Fera, com as informações da equipe de investigação do Denarc foram montadas campanas camufladas ao longo do rio e na mata.

“Entramos nos rios na madrugada desta sexta-feira, para fazer campanas camufladas na mata para que não pudéssemos ser observados e assim conseguimos avistar a embarcação. Conseguimos fazer a abordagem, de maneira bem furtiva, já que os presos não conseguiram se desfazer de nada e que serão usadas para futuras investigações”, explicou.

Na cabine do comandante da embarcação foi apreendida uma pistola calibre .40 (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Alex, Edson, Elson, Fábio e Raimundo foram autuados em flagrante por tráfico de drogas, associação para o tráfico de entorpecentes e porte ilegal de arma de fogo de uso restrito. O quinteto foi levado para o DIP de Manacapuru, que funciona como unidade prisional no município.

Anúncio