Cinco homens são presos por estupro de vulnerável, durante operação em Manaus

Os suspeitos armazenavam conteúdos pornográficos com crianças e adolescentes, em celulares, notbooks e HDs de computador, de acordo com a Polícia Civil

Manaus – Cinco homens foram presos por estupro de vulnerável, durante a operação Araceli, na manhã deste sábado (18), em Manaus. Os suspeitos armazenavam conteúdos pornográficos com crianças e adolescentes, em celulares, notbooks e HDs de computador, de acordo a responsável pela Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA), delegada Joyce Coelho.

A operação resultou nas prisões de Francisco Justino da Silva, 63, Cristóvão Freitas de Souza, 44, Adson Leandro Ximenes da Silva, 39, Jehiel Erickson Alencar França, 36, e Carmelino Vicente Gomes Freire, de idade não divulgada.

Cinco homens foram presos por estupro de vulnerável, durante a operação Araceli, na manhã deste sábado (18), em Manaus (Foto: Cristiano Ximenes/GDC)

Segundo a delegada Joyce Coelho, a operação teve o objetivo de combater o abuso e a exploração sexual infantojuvenil em Manaus, e foi deflagrada em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infantojuvenil, que ocorre neste sábado.

No total, conforme a delegada, a operação teve 23 mandados, a maioria de busca, e resultou nas apreensões de cinco notbooks, sete celulares e três HDs de computadores, além da captura do bando, em cumprimento a mandados de prisão. “Esse material vai nos ajudar a identificar mais vítimas e mais autores (do crime). Também vai nos ajudar a fortalecer, ainda mais, esse combate ao abuso sexual”, disse.

Equipamentos apreendidos durante a operação Araceli (Foto: Cristiano Ximenes/GDC)

Os cinco homens foram indiciados por estupro de vulnerável e seguiram para o Centro de Detenção Provisória Masculino de Manaus (CDPM), na BR-174.

Indicadores

Entre janeiro e março de 2019 foram registrados 450 casos de abuso e/ou violência física, psicológica ou sexual contra crianças e adolescentes na capital amazonense, conforme dados da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM). Um aumento de 28%, em comparação ao mesmo período de 2018, de acordo com a Polícia Civil do Estado (PC-AM).

De abril de 2018 a março deste ano, a DEPCA prendeu, em flagrante, 107 pessoas acusadas de cometer crimes contra crianças e adolescentes. Entre os principais estão os crimes de violência física e abuso sexual.

No mesmo período foram cumpridos 38 mandados de prisão e/ou busca e apreensão, além da conclusão de 487 inquéritos encaminhados à Justiça e 250 Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCO). Até março deste ano, a DEPCA efetuou 40 prisões, segundo dados preliminares da SSP-AM.

Nova sede da DEPCA

Na manhã deste sábado (18), o secretário da SSP-AM, coronel Louismar Bonates, informou que até a primeira quinzena de junho de 2019 a sede da DEPCA vai passar para um novo prédio, localizado no conjunto Morada do Sol, bairro Aleixo, zona centro-sul, onde funcionaria o 16º Distrito Integrado de Polícia (DIP) e a 16ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom).