Companheira de ‘Jone da Índia’ é presa durante ação policial

Na casa onde ela morava, foram encontradas imagens de palhaços que são usados por criminosos em alusão ao assassinato de policiais

Manaus – Jackeline Cardoso Alves, 21, companheira de um suposto traficante de drogas conhecido como ‘Jone da Índia’, um dos coordenadores do tráfico no bairro Compensa, foi presa, na manhã desta quinta-feira (11), na casa onde morava, na Rua Natal, também no bairro Compensa, zona oeste da capital. Dentro da residência, a equipe policial encontrou quadros com imagens de palhaços que são usados por criminosos em alusão ao assassinato de policiais, segundo o delegado Paulo Martins.

De acordo com a autoridade policial, as equipes de investigação chegaram até Jackeline em ação destinada a prender Cleucijone Pereira da Silva, conhecido como ‘Jone da Índia’, procurado pelo crime de homicídio. “Ele é conhecido por nós como sendo um forte traficante da Compensa, suspeito da autoria de vários homicídios e sendo um dos coordenadores do tráfico desse bairro, onde sabemos que existem vários traficantes que insistem em cometer homicídios na cidade”, disse.

Após denúncias, os policiais chegaram até uma casa, perto da qual montaram campana até avistarem a chegada de suspeitos. Depois de realizarem abordagem policial, a equipe de investigação prendeu Davi Sales Pereira, 20; Mateus Silva de Carvalho, 21, e Mayke Jhonatan Marinho Ferreira, de 18 anos.

Durante buscas na casa, os policiais encontraram porções de cocaína, maconha e maconha do tipo ‘skunk’, além de quadros de palhaços, sendo um deles do personagem de histórias em quadrinhos Coringa, da empresa DC Comics.

As equipes de investigação apreenderam, também, camisas de times de futebol da Compensa, que, segundo Martins, são patrocinados por traficantes de droga. De acordo com o responsável pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), as investigações continuarão para identificar o paradeiro de ‘Jone da Índia’. Os presos responderão por tráfico de drogas e associação para o tráfico, sendo levados à audiência de custódia, no Fórum Henoch Reis, bairro São Francisco, zona centro-sul de Manaus.