Condenada por furto rompe tornozeleira, acusa PM e é presa, diz Polícia Civil

Klissia Benício Braga, 32, respondia à condenação criminal em liberdade, mas foi indiciada por dano qualificado e falsa comunicação de crime e seguirá ao Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF)

Manaus – A Polícia Civil prendeu, na manhã desta segunda-feira (10), Klissia Benício Braga, 32, condenada por furto qualificado, na zona norte de Manaus. A mulher foi presa, em cumprimento a mandado de prisão preventiva. Ela respondia à condenação criminal em liberdade, mas, conforme a Polícia Civil, Klissia rompeu a tornozeleira eletrônica, com que era monitorada pelas autoridades de segurança, e disse que o equipamento foi arrancado por policiais militares. Em seguida, ela solicitou outra tornozeleira.

De acordo com a delegada Déborah Barreiros, titular do 5º Distrito Integrado de Polícia (DIP), o mandado de prisão preventiva foi cumprido, por volta de 6h. Klissia foi condenada a três anos e três meses de reclusão, em regime fechado. A ordem judicial foi expedida no dia 14 de fevereiro deste ano, pela juíza de Direito Bárbara de Araújo Folhadela, da Vara de Execuções de Medidas e Penas Alternativas (Vemapa).

Mulher foi capturada nesta segunda-feira (10) (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

“Prendemos Klissia na casa dela, no bairro Cidade de Deus, zona norte de Manaus. A mulher já possui passagem por sete furtos e estava sendo investigada pela equipe do 5° DIP por outros delitos”, explicou a delegada. Segundo Déborah, no dia 16 de maio deste ano, Klissia rompeu a tornozeleira eletrônica que utilizava e foi até o prédio do 1° DIP, na zona sul, onde fez falsa comunicação de crime ao afirmar que policiais militares haviam arrancado o equipamento.

Segundo a delegada, a infratora solicitou outra tornozeleira à Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap). Klissia foi indiciada por dano qualificado e falsa comunicação de crime. Ela será conduzida ao Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF), no Km 8 da BR-174 (Manaus-Boa Vista), onde irá cumprir pena por furto qualificado.