Corpo de caseiro é encontrado à margem do Rio Negro, neste domingo

O último contato da vítima com a família foi na sexta-feira (17)

Manaus- O corpo de um caseiro de 36 anos foi encontrado na tarde deste domingo (19) à margem esquerda do Rio Negro, próximo a comunidade do Tupé.

Foto: Nainy Castelo Branco/GDC

O pai da vítima relatou que morava na comunidade junto com o filho. O caseiro trabalhou até a noite de sexta e após terminar os serviços teria saído para comprar bebida alcoólica.

“Pedi para que ele parasse com esse negócio de beber, ele saiu e quando foi de manhã fiquei sabendo que ele tinha se alagado por lá, tiraram ele da canoa e colocaram pra terra e ele pulou na canoa de novo e foi embora”, contou pai da vítima.

Familiares relataram que não buscaram o homem durante o sábado porque ele tinha o hábito de vir até Manaus e não comunicar. Dessa vez o pai entrou em contato com a família que mora na capital, mas não teve informações do filho.

A canoa foi encontrada com seus pertencentes. O corpo boiou na tarde de hoje é foi retirado do rio, em seguida levado pelo Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMA) até o Pelotão Fluvial.

“A família tinha passado que ele tinha sumido na sexta-feira, passou esses dias sumido e foi encontrado nas margens do rio. Quando cheguei pra fazer o resgate, o corpo já estava em terra”, explicou o cabo Joildo.

Anúncio