Corpo de homem é encontrado enterrado em cova na zona leste de Manaus

O corpo estava enterrado em uma cova rasa, em uma área de mata, atrás de um campo de futebol. O homem estava decapitado e com os membros inferiores amputados

Manaus – O corpo de um homem, identificado pela Polícia Militar (PM) como João Paulo Rolim de Matos, 20, foi encontrado enterrado, em uma área de mata, na manhã desta quarta-feira (15), na Rua Palmeira do Miriti, bairro Distrito Industrial 2, zona leste da cidade.

O homem estava decapitado e com os membros inferiores amputados (Foto: Eraldo Lopes)

À PM, a família informou que ele trabalhava como carregador na Feira da Panair. O corpo estava enterrado em uma cova rasa, em uma área de mata, atrás de um campo de futebol. Segundo informações do tenente da 4a Companhia Interativa Comunitária (Cicom), Matheus Andrade, o homem estava decapitado e com os membros inferiores amputados.

“Por volta das 10h30, os familiares da vítima nos procuraram e disseram que haviam recebido informações de que o homem teria sido sequestrado e enterrado, por membros da FDN (Família do Norte), em uma área de mata, no campo de futebol. Nós fomos ao local e constamos que a situação era verídica”, disse o tenente. Conforme o tenente Andrade, na noite desta terça-feira (14), os familiares de João Paulo procuraram a Cicom e informaram que ele havia desaparecido desde às 8h daquele dia.

“Ele morava no bairro Nossa Senhora das Graças. Após recebermos a denúncia dos familiares, a equipe que estava de plantão fez buscas na Rua São Lázaro, invasão Nova Vitória, onde teriam visto ele. Porém, nada foi encontrado”, afirmou. Ainda conforme o tenente, durante as diligências, os policiais militares chegaram a ouvir disparos de arma de fogo no local, mas não conseguiram identificar de onde vieram os tiros.

Familiares da vítima estiveram no local onde o corpo foi encontrado. As características do corpo, assim como os trajes, camisa vermelha e bermuda branca, estavam de acordo como a família havia informado à polícia. Por conta dos ferimentos, o homem estava irreconhecível. Os familiares foram orientados a procurar o Instituto Médico Legal (IML) para fazer o reconhecimento.

O Corpo de Bombeiros atuou na remoção do corpo, que foi levado para o IML. A ocorrência foi passada para o 4° Distrito Integrado de Polícia (DIP) e a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) deve investigar o caso.

Anúncio