Corpo de jovem é encontrado no Centro, seminu e com sinais de estrangulamento

Heloisa Medeiros estava desaparecida desde a última quinta-feira (12), após sair para uma festa

Manaus O corpo da estudante de enfermagem Heloísa Medeiros da Silva, 17, foi encontrado na madrugada deste domingo (15), seminu e com sinais de estrangulamento, em uma casa na Rua Miranda Leão, no Centro. A Polícia Civil suspeita que a vítima tenha sido estuprada e apresentava sinais de tortura, como as unhas arrancadas.

A polícia investiga o envolvimento de um homem que foi visto com Heloísa na noite do crime (Foto: Reprodução)

De acordo com o tio da vítima, Fábio Medeiros, Heloísa estava desaparecida desde a quinta-feira (12), quando saiu, por volta de 23h, para comemorar o aniversário de um amigo, em um bar no bairro Nossa Senhora das Graças, zona centro-sul. Ela não foi mais vista desde então e passou a ser procurada pela família.

“Ela não vou voltou para casa, então começamos a ligar. O telefone chamava, mas ninguém atendia. A última visualização dela no WhatsApp foi no dia seguinte, sexta-feira (13), por volta de 5h. Começamos a compartilhar a foto dela nas redes sociais e pedir ajuda dos amigos, mas não localizamos a Heloísa”, disse o tio.

O corpo da adolescente foi encontrado após policiais da 24ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) serem chamados para atender a ocorrência. A polícia investiga o envolvimento de um suspeito na morte. O homem foi visto com a vítima na noite do crime.

Populares informaram que um dos moradores da casa onde aconteceu o crime pode estar envolvido, pois ele foi visto pela última vez com a vítima, chegando na residência.

Familiares de Heloísa fizeram a retirada do corpo por volta das 15h deste domingo (15), no IML. “O corpo dela estava em estado de decomposição, quase não conseguimos identificar. O crime foi brutal, ela tinha um cabelo muito grande e eles cortaram o cabelo da Heloísa, arrancaram as unhas dela”, disse Fábio Medeiros.

O corpo da adolescente foi encontrado em uma casa na Rua Miranda Leão, no Centro (Foto: Layena Magalhães/Divulgação)

A Polícia Civil está investigando o crime e irá divulgar a foto do suspeito. O velório foi programado para começar no início da madrugada desta segunda-feira (16), em uma casa no bairro Mundo Novo, zona norte.

* Informações atualizadas às 20h07.

Anúncio