Corpo de mulher é encontrado dentro de cova, em área de mata, no Campo Sales

A suspeita da família é de que o companheiro da vítima tenha assassinato a mulher e escondido o corpo, com a ajuda de um amigo. Solange tinha dois filhos com o suspeito

Manaus – O corpo de Solange Gama dos Santos, 42, foi encontrado dentro de uma cova, em uma área de mata próxima à Rua B, na Comunidade Campos Sales, bairro Tarumã, zona oeste da capital, na manhã desta terça-feira (5). A suspeita da família é de que o companheiro da vítima tenha assassinato a mulher e escondido o corpo, com a ajuda de um amigo. Solange tinha dois filhos com o suspeito.

O corpo da vítima foi encontrado em um buraco, em uma área de mata próxima à casa onde vivia com o suspeito (Foto: Filipe Távora/Divulgação)

Segundo o irmão da vítima, Jair Gama dos Santos, o relacionamento entre a mulher e o companheiro apresentava problemas. Ainda de acordo com o irmão de Solange, o suspeito disse à polícia que a mulher havia terminado com ele, recentemente, e iniciado um relacionamento com outro homem.

Por volta das 3h desta terça-feira, após discussão com Solange, o suspeito reuniu os pertences da vítima, cavou um buraco em uma área de mata próxima à casa onde viviam e esperou que a mulher dormisse. A suspeita de Jair é que a irmã tenha sido sufocada e o corpo dela jogado dentro da cova. “Eles dormiam juntos ainda”, disse Jair.

Ainda conforme Jair, o vizinho da vítima viu, na madruga desta terça-feira, o companheiro dela junto de outro homem, no local do crime. “Eu acho que eles estavam juntos para carregar o corpo dela, porque sozinho ele não conseguiria carregá-lo, já que estava operado”, contou Jair.

O corpo foi encontrado por familiares, por volta das 9h30, quando a irmã de Solange notou a ausência dela. No momento em que o corpo foi localizado, o suspeito ainda estava dentro da casa onde morava com a vítima. “A minha irmã queria levá-lo à delegacia. Ele não queria depor, mas acabou indo, friamente, negando que tinha feito o crime”, disse Jair.

O corpo foi levado ao Instituto Médico Legal (IML), por volta das 10h30 desta terça-feira. A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) investigará o caso.

Anúncio