Desembargadora concede prisão domiciliar a Alejandro Valeiko

O habeas corpus foi pedido pelos advogados de defesa de Alejandro

Manaus – A desembargadora plantonista Joana dos Santos Meirelles atendeu, na noite deste sábado (5), o pedido de habeas corpus para Alejandro Molina Valeiko e foi concedida a ele prisão domiciliar, “por questões humanitárias e excepcionais”.

O engenheiro Flávio Rodrigues, 42, foi encontrado morto, no bairro Tarumã, no dia 30 de setembro (Foto: Reprodução)

Alejandro Molina Valeiko está entre os investigados sobre o caso da morte do engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos, 42, no dia 30 de setembro.

O habeas corpus foi pedido pelos advogados de defesa de Alejandro, Yuri Dantas Barroso e Marco Aurélio de Lima Choy, e a prisão domiciliar deverá ser cumprida em sua residência, no Condomínio Residencial Passaredo, localizado na Ponta Negra, zona oeste.

De acordo com o mandado de prisão domiciliar, Alejandro deve se apresentar para a autoridade policial responsável pelo caso na Delegacia Especializada em Homicídios em 24 horas.

Leia a íntegra do mandado de prisão domicililar:

Anúncio