Detento é encontrado morto dentro de banheiro de presídio no Puraquequara

Fontes ligadas à PC informaram que a suspeita preliminar é que Bruno Vilhena Blanco, conhecido como ‘Bruninho’, 27, tenha sido morto por asfixia, após deixar a FDN e se unir ao Comando Vermelho (CV)

Manaus – O detento Bruno Vilhena Blanco, conhecido como ‘Bruninho’, 27, foi encontrado morto, com sinais de enforcamento, dentro de um dos banheiros da Unidade Prisional do Puraquequara (UPP), localizada no ramal Vista Bela, bairro Puraquequara, zona leste de Manaus, na manhã desta terça-feira (9). O Departamento de Inteligência Penitenciário (Dipen) vai apurar a morte, conforme informações da assessoria de imprensa da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap).

De acordo com a Seap, Bruno foi encontrado morto durante a manhã desta terça-feira, dentro do banheiro da área de vivência da UPP. (Foto: Sandro Pereira/RDC)

Bruno havia sido preso com mais três comparsas, no dia 10 de junho de 2014, com 200 quilos de cocaína, avaliados em R$ 3 milhões, em um condomínio de luxo, na área da Ponta Negra, zona oeste da capital. Na época da prisão, o então secretário de inteligência do Amazonas, delegado da Polícia Civil (PC) Thomaz Vasconcelos, informou que a suspeita era que o grande carregamento de droga pertencesse ao narcotraficante José Fernandes Barbosa, o ‘Zé Roberto da Compensa’, e Alan Souza Cartimário, o ‘Nanico’, apontados como líderes da facção criminosa Família do Norte (FDN).

Fontes ligadas à PC informaram que a suspeita preliminar é que Bruno tenha sido morto por asfixia, após deixar a FDN e se unir a facção criminosa Comando Vermelho (CV). A Seap informou que o caso foi encaminhado, também, ao 28º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

De acordo com a Seap, Bruno foi encontrado morto durante a manhã desta terça-feira, dentro do banheiro da área de vivência da UPP. O detento ocupava a cela 1004, galeria superior 10, juntamente com oito detentos, conforme nota da Seap.

Anúncio