Dupla é presa por envolvimento em assassinatos dentro de condomínio

Outros três homens envolvidos no caso continuam soltos, mas já foram identificados. A Polícia Civil (PC) afirmou que os homicídios têm relação com o tráfico de drogas

Manaus – Hulison Aroucha da Silva, 21, e Richarlison Barbosa Ribeiro, 35, foram presos por participarem do duplo homicídio que teve como vítimas Alessandro Praia da Silva Filho, 40, e Ricardo Almeida da Cruz Filho, 32. O crime aconteceu no dia 1° de outubro de 2018, em um condomínio, no bairro Lagoa Azul, zona norte de Manaus. A Polícia Civil (PC), que contou com o auxílio de imagens de vigilância para identificar os envolvidos no caso, afirmou que os assassinatos têm relação com o tráfico de drogas.

Hulison Aroucha da Silva, 21, e Richarlison Barbosa Ribeiro, 35, foram presos suspeitos de participação em duplo homicídio (Foto: Sandro Pereira)

Richarlison foi preso por volta das 9h da última terça-feira (8), e Hulison, às 16h do mesmo dia. As prisões ocorreram na Comunidade Raio de Sol, bairro Cidade Nova, zona norte da capital. De acordo com o delegado titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Paulo Martins, a dupla e outras três pessoas entraram no condomínio onde as vítimas moravam e praticaram o crime.

“Eles se passaram por interessados em alugar um imóvel, para entrar no condomínio. Quando conseguiram entrar, foram até o apartamento e efetuaram os disparos contra eles. Câmeras de segurança nos ajudaram a identificar os autores”, contou o delegado.

Segundo Martins, o crime tem ligação com o tráfico de drogas. Um mês antes dos assassinatos, as vítimas ganharam liberdade e usavam tornozeleira eletrônica, no momento do crime.

As investigações devem continuar, já que os outros três homens envolvidos no caso ainda ainda estão soltos. Eles já foram identificados pela polícia, mas não tiveram os nomes divulgados para que o andamento das investigações não seja interrompido.

Richarlison e Hulison foram indiciados por homicídio qualificado e serão encaminhados ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM).

Hulison Aroucha da Silva, 21, e Richarlison Barbosa Ribeiro, 35, foram presos suspeitos de participação em duplo homicídio (Foto: Sandro Pereira)