Dupla suspeita de matar estudante durante tentativa de assalto é presa, diz PM

Segundo a polícia, os dois foram encontrados, na madrugada desta quinta, no Jorge Teixeira, mesmo bairro onde praticaram o crime. Na ocasião, a vítima teria se recusado a entregar o celular

Manaus – Jean Lucas dos Santos Pereira, 18, e Larissa Pereira Simplício, 20, foram presos pela Força Tática, na madrugada desta quinta-feira (17), na segunda etapa do bairro Jorge Teixeira, na zona leste de Manaus. De acordo com informações do subcomandante da Força Tática, major Márcio Leite, o casal é suspeito de ter assassinado a tiros, durante um assalto, o estudante John Kenned Lira da Costa, 21.

Dupla suspeita de matar estudante durante tentativa de assalto é presa, diz PM (Foto: Divulgação/PM)

O major informou que os policiais da Força Tática receberam informações, por meio do disk-denúncia, de que o homem suspeito pela morte do estudante estaria na Rua Pau Brasil. As equipes foram ao local e conseguiram identificar o homem, como sendo Jean Lucas, de acordo com as características repassadas pelo denunciante.

Durante a abordagem, nada de ilícito foi encontrado com Jean. Ao entrar em contato com equipes da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), os policiais identificaram a suspeita de o homem estar envolvido no roubo, que resultou na morte do estudante. O suspeito foi preso e, durante conversa com os policiais da Força Tática, ele indicou a localização da mulher que participou do crime.

Os policiais foram à Rua Amazonino Mendes, também no Jorge Teixeira, onde conseguiram prender Larissa. O casal foi preso e levado para a sede da DEHS, junto a com a moto CG 125 preta, de placa JXY-9711, encontrada com Jean.

O caso está sendo investigado como latrocínio (roubo seguido de morte), pela polícia. (Foto: Jimmy Geber)

De acordo com o major Márcio Leite, aos policiais da Força Tática, Jean informou que quem planejou o crime foi Larissa, a qual, segundo o suspeito, já responde a um processo criminal. Disse, ainda, que foi a mulher quem teve a ideia de usar uma criança durante a ação criminosa, mas não sabe dizer a relação dela com a menor.

A reportagem entrou em contato com o delegado de Homicídio e Sequestros (DEHS), Jeff David Mac Donald, mas ele preferiu não comentar sobre o assunto. Disse apenas que o caso ainda está em investigação.

Morte

O estudante John Kenned Lira da Costa, 21, morreu três dias após reagir a um assalto à mão armada e ser baleado na cabeça, na última segunda-feira (14). Ele foi ferido por um casal de assaltantes, acompanhados de uma criança, em uma moto, na zona leste de Manaus. O crime ocorreu na noite último dia 11, quando John voltava para casa, na companhia de uma amiga, na Rua 11, no bairro Jorge Teixeira 4, zona leste.

Um casal em uma moto passou pela dupla e retornou. O homem saltou da moto, sacou uma arma e anunciou o assalto. A moto era pilotada pela mulher, que carregava uma criança na parte frontal do veículo. Segundo Januário Vasconcelos, 58, uma testemunha disse que o rapaz entregou o celular assim que o assalto foi anunciado, mas John reagiu ao roubo.

Ele não quis entregar o celular ao assaltante, que atirou duas vezes em direção ao jovem. O pedreiro afirmou que o filho foi baleado com um tiro na cabeça. Conforme a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), o ombro direito de John também foi baleado.

O assalto foi filmado por câmeras de vigilância de uma escola particular, próximo ao local. Januário disse que os criminosos atuaram ‘de cara limpa’. “Queremos justiça. Ele foi e o celular ficou”, lamentou o pedreiro.

Anúncio
Anúncio