‘Ela queria silicone e preenchimento dos lábios’, diz tio de empresário assassinado por ex-namorada

Cristina D’avila, 24, é suspeita de ter matado com um tiro na nuca, o ex-namorado e empresário, Paulo Roberto, 29, na última sexta-feira (5) na zona norte de Manaus

Manaus – O delegado Charles Araújo, da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), falou em coletiva, na manhã desta terça-feira (9), sobre a prisão de Cristina D’avila Teixeira Rodrigues, 24, suspeita de ter assassinado na última sexta-feira (5), com um tiro na nuca, seu ex-namorado, o empresário Paulo Roberto Moraes Teixeira Júnior, 29. A coletiva aconteceu na Delegacia Geral da Polícia Civil, na zona centro-sul de Manaus. O delegado contou os detalhes do crime que foram revelados por Cristina.

(Foto: Marcos Lima/GDC)

Segundo ela, o relacionamento com Paulo terminou na quinta-feira (4). Como os dois moravam juntos, ela foi no dia seguinte na casa pegar seus pertences e durante uma luta corporal entre os dois, a arma teria disparado acidentalmente e atingido Paulo.

Para o delegado, o crime tem indícios de ser passional, por conta do relacionamento entre os dois. O delegado não descartou a hipótese do crime ser premeditado, já que a investigada levou uma arma ao local. Cristina disse em depoimento que levou a arma, apenas para se defender, mas não tinha intenção de ferir Paulo.

Familiares da vítima foram a Delegacia pedir justiça. Eles relataram que Cristina não tinha uma boa relação com a família e que o crime foi por que Paulo Roberto teria negado presentes a Cristina.

blank

Marcelo Teixeira, tio da vítima (Foto: Marcos Lima/GDC)

“Ela queria silicone e preenchimento dos lábios. Ela queria ficar bonita para outro, não para o meu sobrinho” disse Marcelo Teixeira, tio da vítima.

Segundo os familiares, a investigada teria dito que era mantida em cárcere privado e que era agredida por Paulo, porém, ela contou a polícia que as agressões nunca foram graves, por isso não denunciou o ex-namorado.

Leia mais: Trio em moto tenta fugir de blitz e é detido em Manaus; veja vídeos

Os familiares levaram fotos de Cristina, mostrando que ela era bem tratada. “Está aqui o cárcere privado que ela era mantida, muitas viagens e luxo. Ela tinha tudo do bom e do melhor e meu sobrinho, que trabalhava de domingo a domingo, nunca tratou ela mal. A gente espera que ela possa pagar pelo crime que cometeu” disse Joana Teixeira, tia de Paulo.

O caso

O crime aconteceu na última sexta-feira (05), por volta das 14h40, na rua Professora Rita Alves, bairro Monte das Oliveiras, zona norte de Manaus. A vítima foi atingida com um tiro na cabeça e veio a óbito na madrugada de domingo (07) no hospital João Lúcio na zona leste de Manaus.

“Chegou a nós que ela teria agredido até com uma facada um ex-namorado. A gente está investigando o caso e se isso ocorreu mesmo, vai chegar para gente. Não descartamos nenhuma hipótese, só a investigação vai dizer o que ocorreu” disse o delegado.

O delegado ainda afirma que a investigação continua. Uma reconstituição para desvendar o crime pode ocorrer e assim punir os culpados. As imagens das câmeras de segurança da casa foram solicitadas e podem ajudar a desvendar o crime.

Anúncio