Encapuzados executam homem a tiros e disparos atingem família, no Novo Aleixo

Criminosos efetuaram mais de 50 disparos para invadir a quitinete onde a família estava. Uma criança de 1 ano foi atingida na cabeça e segue em estado grave

Manaus – Madson de Oliveira Serrão, 21, foi executado com vários tiros, na madrugada deste domingo (8), após cinco homens encapuzados invadirem a quitinete onde ele morava, no Novo Aleixo, zona norte de Manaus. Durante a ação criminosa, a mulher dele, Karolainny Smith, 20, e a filha, de 1 ano, foram baleadas. A motivação ainda é investigada pela polícia.

Criminosos atiraram cerca de 50 vezes em porta, segundo a polícia (Foto: Raquel Miranda)

Policiais da 27ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) informaram ao Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops) que, por volta das 3h25, o casal estava dormindo quando os criminosos invadiram o local. Segundo imagens do local, o grupo atirou na fechadura da porta e, em seguida, arrombou o local.

Familiares acreditam que, após terem ouvido os disparos, a família tentou se refugiar dentro de um dos quartos da quitinete, mas os criminosos efetuaram cerca de 50 disparos na porta. Em seguida, invadiram o quarto e assassinaram Madson. “A gente não sabe quantos tiros o atingiu, mas foram muitos”, disse o pai da vítima, Raimundo Serrão, 54.

A mulher, Karolainny, segundo a família, foi baleada com três tiros e socorrida e levada ao Hospital e Pronto-Socorro Dr. Platão Araújo, na zona leste, onde segue internada. Já a filha do casal foi atingida com um tiro na cabeça e está em estado grave, no Hospital e Pronto-Socorro da Criança da Zona Leste, o ‘Joãozinho’.

A família não soube informar o que pode ter motivado o crime. Mas, segundo o pai, Madson já havia sido apreendido quando era adolescente. À polícia, segundo o Ciops, a mulher do rapaz informou que ele era envolvido em crimes e que eles tinham se mudado recentemente da Comunidade Amazonino Mendes.

No local do crime há várias perfurações de bala, nas portas e nas paredes do quatro. No local, a polícia apreendeu várias cápsulas de pistola calibre .40. O caso está em investigação pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

A direção do Pronto-Socorro Infantil João Lúcio informou, por meio de nota, que a criança passou por cirurgia, concluída por volta das 11h30 deste domingo (8). Ela foi encaminhada para um leito de UTI. No momento, segundo o hospital, o estado de saúde da paciente é considerado grave.

***Matéria atualizada às 12h30, para acréscimo da nota do hospital.