Estudante de enfermagem é morto por estrangulamento, no Monte Sinai

Segundo a polícia, a suspeita é que o homem tenha sido vítima de latrocínio. O corpo do estudante foi encontrado pelo companheiro dele, na casa onde eles moravam

Manaus – O estudante de enfermagem Renan Ferreira, 27, foi encontrado morto vítima de estrangulamento, com um fio elétrico enrolado no pescoço, na tarde desta segunda-feira (30), em um dos quartos da casa onde ele morava, na Rua 7, comunidade Monte Sinai, bairro Cidade Nova, zona norte da capital. Com a casa encontrada toda revirada, a suspeita preliminar é que Renan tenha sido vítima de latrocínio (roubo seguido de morte), conforme informações de policiais militares da 6ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom).

Corpo foi removido para o Instituto Médico Legal (Foto: Jimmy Geber)

O corpo de Renan foi encontrado por volta das 15h, pelo companheiro dele, que não teve o nome divulgado. Ao chegar do trabalho, o homem percebeu que a casa estava toda revirada e, quando entrou no quarto, avistou Renan caído no local, de acordo com os policiais da 6ª Cicom.

Familiares da vítima não quiseram comentar sobre a morte. Segundo os policiais da 6ª Cicom, moradores da rua disseram que Renan era homossexual e, mais cedo, viram um homem desconhecido entrar na casa da vítima.

Peritos do Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC) afirmaram que o estudante de enfermagem foi vítima de estrangulamento. A polícia não confirmou, ainda, se algum objeto foi levado da casa. A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) investiga o caso.

Anúncio