Família pede justiça por bebê morta com um tiro na cabeça em Itacoatiara

Maria Clara Ferreira Magalhães, de apenas um ano de idade, morreu na manhã de sábado (10), no Hospital da Criança da zona leste de Manaus

Manaus – A bebê Maria Clara Ferreira Magalhães, de apenas um ano de idade, morreu na manhã de sábado (10), no Hospital da Criança da zona leste de Manaus, após ser atingida por um tiro na cabeça, na noite da última sexta-feira (09), quando estava no colo do seu pai, em frente a sua casa, que fica Rua Álvaro Maia, no Município de Itacoatiara (a 176 quilômetros a leste de Manaus). Segundo a polícia, dois homens em uma moto foram ao local e dispararam contra a família. Um dos tiros acertou a cabeça da criança, que ainda foi trazida para Manaus, mas não resistiu. A família pediu justiça nas redes sociais neste domingo (11).

Após ser baleada, bebê ainda foi transferida para Manaus, mas não resistiu ao ferimento (Foto: Reprodução / Facebook)

Em entrevista ao portal LCJ notícias de Itacoatiara, o Sargento Willian, do 2º Batalhão de Polícia Militar de Itacoatiara (2º BPM), disse que conversou com a pai da criança que contou que por volta das 21h, havia dois elementos em uma moto, sendo que um estava vestido com uma camisa do serviço de mototáxi, foram até a residência dele, no momento que ele estava com a criança no colo, efetuaram vários disparos. Um deles acertou o braço do pai e outro a cabeça da criança.

O pai e a menina de um ano, foram socorridos, e encaminhados para o hospital José Mendes em Itacoatiara. Por conta da gravidade, foi transferida para o Hospital de criança da zona leste de Manaus. O pai teve que ficar na cidade e postou um vídeo pedindo orações para sua filha.

blank

Família pede justiça por bebê morta com um tiro na cabeça. (Foto: Reprodução / Facebook)

“Se souberem onde estão esses dois indivíduos que fizeram isso contra a minha filha, por favor, denunciem que logo as imagens deles vão estar nas redes sociais para todo mundo ver quem foram os dois que atentaram contra a minha filha. Eu acredito que as autoridades vão me dar uma resposta. Não por mim, mas pela minha filha”, disse Marinaldo Costa, o pai da criança.

Por volta das 10h de sábado, foi informado a morte da criança. Os agentes do Instituto Médico Legal (IML) removeram o corpo e no laudo da morte, foi apontado que ela morreu com um tiro na cabeça feito por disparo de arma de fogo. A Polícia Civil investiga o caso.

Anúncio