Foragidos do Compaj morrem após confronto com policiais de Roraima

Segundo a polícia, a dupla fugiu do sistema penitenciário do Amazonas durante a rebelião do dia 1º de janeiro deste ano. Eles estavam praticando crimes em Estados do Norte e Nordeste

Manaus – Pedro Gomes da Silva Filho, 56, o ‘Pedro das Vacas’, e Lerivelton Maria da Silva, o ‘Ceará’, que estavam foragidos do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) desde 1º de janeiro deste ano, morreram, na última terça-feira (26), após terem entrado em confronto com policiais de Roraima. De acordo com o chefe da Divisão de Inteligência e Capturas (Dicap), Roney Cruz, a dupla, envolvida em crime de roubos, homicídio, sequestros e porte ilegal de armas, estava no Estado para praticar roubos.

Dupla era envolvida em crime de roubos, homicídio, sequestros e porte ilegal de armas (Fotos: Divulgação/PC-RR)

Roney informou que policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da Dicap, da Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc), tinham informações de que dois perigosos assaltantes de banco foragidos do sistema penitenciário do Amazonas estavam no Estado. A dupla, segundo Roney, tinha envolvimento em crimes em mais quatro Estados da região Norte e Nordeste.

Durante 15 dias, as equipes do serviço reservado do Bope e da Dicap monitoraram os suspeitos e conseguiram chegar a localização de onde a dupla estava escondida. Com apoio da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), identificaram os foragidos como sendo Pedro Gomes e Lerivelton.

Leia também: Homem é executado e amigo usado como ‘escudo’ é baleado, no Crespo

Na última terça-feira, as equipes foram ao endereço, localizado no bairro Raiar do Sol. Durante a tentativa de prisão, segundo Roney, os criminosos reagiram a abordagem atirando. Os policiais tiveram que revidar a ação dos criminosos e acabaram baleando os fugitivos.

Pedro e Lerivelton foram socorridos ao Pronto-Socorro Francisco Elesbão, mas não resistiram aos ferimentos. A ocorrência foi apresentada no 4º Distrito Policial, em Roraima. No local foram apreendidas bala clavas, documentos de identidades falsificadas, uma pistola, um revólver, faca e munições.

Material foi apreendido na casa onde a dupla estava escondida (Fotos: Divulgação/PC-RR)

Ficha criminal

Os dois fugitivos estavam foragidos do sistema prisional do Amazonas desde o dia 1º de janeiro, quando 56 detentos foram mortos e outros mais de 260 conseguiram escapar do Instituto Penal Antônio Trindade e do Compaj.

Pedro tinha condenação de 37 anos por roubo e Ceará havia sido condenado a 27 anos. Os criminosos tinham passagens em diversos estados do Norte/Nordeste tais como Roraima, Amazonas, Ceará, Paraíba, Maranhão e Rio Grande do Norte por envolvimento em crime de roubo, homicídio, seqüestro e porte ilegal de arma de fogo.