“Gianecchinni do crime” é preso por roubo a bancos em São Paulo

Tiago Tadeu Faria, 35, ostentava vida de luxo nas redes sociais e é apontado como mentor de pelo menos cinco assaltos a bancos no interior de São Paulo

São Paulo – O homem apontado como mentor de pelo menos cinco assaltos a bancos em cidades do interior de São Paulo ganhou o apelido de “Gianecchini do crime”. Tiago Tadeu Faria, 35, ostentava uma vida de luxo nas redes sociais antes de ser preso em São Paulo.

(Foto: Reprodução)

Ele foi detido após investigações da 5ª Delegacia de Patrimônio, responsável pela investigação de Roubo de Bancos, que investigou os ataques com explosivos a duas agências bancárias do interior de São Paulo. Ele também é suspeito de participação em explosões em outras duas agências no ano de 2017, 2018, além de um roubo a banco em 2016.

O que chamou atenção ao caso foi o comportamento do suspeito nas redes sociais. Tiago gostava de publicar constantemente em suas redes, fotos com armas e carros de luxo com valor aproximado de R$300mil. No ano de 2012, Tiago já havia ganhado visibilidade ao invadir a apuração das escolas de samba no carnaval paulista e rasgar as notas dos jurados.

Anúncio