Grupo Marte confirma artefato explosivo na zona norte de Manaus

Material foi encontrado na área do Igarapé do Passarinho, próximo a estação das linhas 500 e 550, do transporte público

Manaus – O Igarapé do Passarinho, nas proximidades da Avenida Marginal Esquerda, no bairro Cidade Nova, zona norte de Manaus, ficou isolado, na manhã deste domingo (29), para que o Grupamento de Manejo de Artefatos Explosivos (Grupo Marte) realizasse a desativação de um objeto explosivo. O local, que é muito frequentado por pessoas que praticam atividades físicas, fica próximo a estação dos ônibus 500 e 550, do transporte público.

Policiais militares da 15ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) receberam uma denúncia, de pessoas que caminhavam pelo local, informando que na área tinha um suposto material explosivo identificado como “Banana Explosiva” .

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado para o local para possíveis procedimentos médicos. Agentes do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana – Gestão de Trânsito do IMMU – atuam no controle do tráfego de veículos.

De acordo com a Polícia Militar do Amazonas (PMAM), a previsão para desativar o artefato deve acontecer no prazo de uma hora.

Material foi encontrado na área do Igarapé do Passarinho. Local foi isolado (Foto: Francisco Rodrigues/GDC)

Desmantelamento

Após os procedimentos para desativação do material explosivo, o capitão Mansano, do Grupo Marte, destacou que o trabalho foi realizado com êxito. “Hoje pela manhã assumimos o serviço, após recebermos a notícia que haveria um objeto suspeito no Igarapé do Passarinho. O procedimento feito foi o desmantelamento. O objeto suspeito foi desmantelado e não oferece risco algum para a sociedade. Tanto pedestres quanto veículos podem passar normalmente (pelo local). Faremos as análises periciais para verificar o que era e se havia algum potencial lesivo. O material estava dentro de uma caixa”, detalhou.

Mansano ressaltou que em situações como essa a “orientação é ligar para o 190 ou Cicom da área”, e o Grupo Marte será acionado. “Não mexer, tocar ou remover materiais suspeitos que podem explodir”, reforçou o capitão.

As investigações sobre o caso devem ser realizadas pela Polícia Civil.

***Matéria atualizada as 11h19***

Anúncio