Homem assalta padre e seminarista dentro de casa e foge com carro da paróquia

De acordo com informações do padre Thiago Barbosa, o assaltante agiu sozinho, estava bastante agressivo e entrou na residência pelo basculante da igreja

Manaus – A casa paroquial da igreja Nossa Senhora Consoladora dos Aflitos, no bairro Betânia, zona sul da capital, foi assaltada, na madrugada desta quinta-feira (9). Dinheiro, carteiras, celulares e um carro foram levados do local. De acordo com informações do padre Thiago Barbosa, o assaltante agiu sozinho e entrou pelo basculante da igreja.

“Ele atravessou a igreja toda e entrou na casa pelo telhado. Foi até o quarto do seminarista e o levou para o meu quarto, onde passou a fazer ameaças”, contou. O padre disse que o assaltante estava nervoso, violento, e o tempo todo apontando a arma de fabricação caseira para a cabeça dele e do seminarista, fazendo ameaças de morte.

“Ele esteva bastante agressivo, o tempo todo perguntando pelo dinheiro da igreja e eu explicava que o dinheiro não ficava aqui. Aí ele saiu pegando tudo o que estava ao alcance da visão dele, chaves, relógios e carteiras”, explicou o padre.

Igreja Nossa Senhora Consoladora dos Aflitos, no bairro Betânia (Foto: Sandro Pereira)

Depois de pegar os objetos pessoais, o assaltante ainda trancou as vítimas no banheiro e continuou a procurar por dinheiro no local. Em seguida, saiu com o padre e o seminarista, levando-os até a garagem. “Ele mandou abrir o portão e viu o carro. Pegou a chave e mandou eu entrar no porta-malas. Mas eu tentei me manter calmo, o tempo todo conversando com ele, pedindo para que ele não fizesse nada conosco. Foi então que ele desistiu e fugiu com os nossos objetos e com o carro”, disse o padre Thiago.

Além do veículo modelo Ônix, cor branca e placa PHD-2073, dois relógios, duas carteiras, um celular e cerca de 70 reais em dinheiro foram levados da casa. “A ação toda deve ter durado uns 15 minutos. Mas nós ficamos apavorados, foi tudo tão assustador, que parece que durou uma eternidade”, relatou. O caso foi registrado na Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (DERFV), zona centro-sul de Manaus.