Homem confessa que matou casal e roubou celulares e dinheiro para ajudar família, diz PC

A polícia prendeu Mateus Muniz Ferreira, 21, suspeito de matar Kazuyasu Takano, 68, e Maria Soliange Alves Vieira, 40. O homem confessou o crime e afirmou ter roubado R$ 700 e três celulares

Manaus- Dois dias após o crime, a Polícia Civil prendeu Mateus Muniz Ferreira, 21, suspeito de matar Kazuyasu Takano, 68, e Maria Soliange Alves Vieira, 40, na empresa de paisagismo do casal, localizada na zona Centro-Sul de Manaus. O homem confessou, à polícia, ter matado o casal e roubado R$ 700 e três celulares. A mulher de Mateus foi detida em Coari (a 363 quilômetros a oeste de Manaus) por receptação.

Segundo o delegado Adriano Félix, titular da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD), Mateus imobilizou Kazuyasu e o atingiu com um golpe na cabeça, ocasionando o desmaio dele. Em seguida, segundo o delegado, Mateus amarrou os pés do empresário e seguiu em direção da casa. Kazuyasu havia pedido para Mateus pegar uma carga de grama de um caminhão até a empresa.

No interior da casa, segundo Félix, Mateus abordou Maria e a amarrou em uma árvore. Após a imobilização, Mateus roubou R$ 700, em espécie, e três aparelhos celulares. De acordo com a Polícia Civil, Maria ainda tentou fugir, mas Mateus golpeou a cabeça dela com o cabo de um machado.

Após o duplo homicídio, segundo a polícia, Mateus fugiu em um táxi para o bairro Centro, zona sul, onde vendeu um dos celulares por R$ 40 e enviou, em um barco, os outros dois celulares para a mulher, Roziane da Costa Amaral, 22, em Coari. Ele também depositou R$ 300 para a mulher. De acordo com a polícia, o restante do dinheiro foi gasto em roupas e alimentos.

O homem trabalhava há três dias na empresa de paisagismo. À imprensa, Mateus evitou falar sobre o crime. Para a polícia, a homem alegou que estava desempregado e que precisava de dinheiro para enviar para a família.“De forma fria, ele detalhou toda a ação criminosa. Mencionou que tinha um filho de sete meses em Coari e que a esposa estava desempregada. Ele disse que não tinha condições financeiras para arcar com um tratamento do filho”, disse o delegado.

Félix acrescentou que Mateus tem uma vasta ficha criminal em Coari e fugiu da cidade por medo de ser preso. Roziane foi detida por receptação por ter recebido parte do dinheiro e dos celulares roubados no latrocínio. Mateus foi autuado em flagrante por latrocínio. Ele será levado à Audiência de Custódia, no Fórum Henoch Reis, bairro São Francisco, zona sul da capital.

Entenda o caso

O casal foi encontrado enforcado, na tarde da última quarta-feira (13), na empresa de paisagismo, na Rua Barão do Rio Branco, no Parque das Laranjeiras, bairro Flores, zona Centro-Sul. Maria Soliange estava com as mãos, pés e pescoço amarrados com camisa e corda. Takano estava amarrado nos pés e pescoço com lacre plástico e também com corda e camisa.

Anúncio