Homem é assassinado a tiro após discussão em boca fumo na zona norte de Manaus

Após discussão um dos suspeitos pegou uma arma de fogo, que estava em cima de uma mesa e disparou em direção da vítima

Manaus – Cleberson de Souza Sales, 19, morreu com um disparo de arma de fogo, após uma discussão com Arlindo Sales Martins, 29, que também ficou ferido, na tarde desta terça-feira (28), no Beco Boa Esperança, no bairro Cidade de Deus, zona norte de Manaus. A motivação do crime foi o tráfico de drogas.

De acordo com a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), tudo aconteceu por volta das 14h30, quando Arlindo foi até uma boca de fumo comprar entorpecentes.

O traficante que estava no local era Cleberson e eles tiveram uma discussão. Segundo a 13ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), que atendeu a ocorrência, Arlindo já teria uma dívida nessa mesma boca.

Ainda de acordo com a DEHS, durante a discussão, Arlindo pegou uma arma de fogo, que estava em cima de uma mesa e disparou em direção a Cleberson, que após ser atingido, correu para uma área de mata.

Arlindo também fugiu do local, mas foi perseguido por dois amigos de Cleberson em uma motocicleta, onde conseguiram alcançar em uma escadaria, e dispararam diversas vezes em sua direção.

Arlindo foi atingido por cinco disparos de arma de fogo, um de raspão na região da cabeça, e os outros tiros nos dois braços, costas, nádegas e pé. Ele então se fingiu de morto e esperou os homens irem embora.

Ao perceber a saída da dupla, Arlindo pediu ajuda da esposa, que o socorreu e o levou para o Hospital e Pronto-Socorro (HPS) Platão Araújo, onde segue internado. A Especializada em Homicídios e Sequestros explicou que o corpo de Cleberson, só foi encontrado por volta de 23h30, dentro da mata.

A mãe da vítima disse em depoimento na sede da Especializada, a zona leste da capital, que o filho era traficante e disseram a ela que Cleberson estava desaparecido. Somente a noite soube que tinham o encontrado sem vida, na área de mata por onde fugiu.

Assim que receber alta, Arlindo será flagranteado pela DEHS pelo crime de homicídio. O corpo de Cleberson foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML).

Anúncio