Homem é assassinado e adolescente fica gravemente ferido, na Compensa

A suspeita é que Kevyn Pedrosa Alves, 23, vulgo ‘Kevinho’, foi executado por ter trocado de facção. Adolescente ferido estava dentro de igreja

Manaus – Kevyn Pedrosa Alves, 23, vulgo ‘Kevinho’, foi assassinado na noite desta terça-feira (12), na Rua 21 de Junho, no bairro Compensa, zona oeste de Manaus. De acordo com a polícia, ele estava em uma banca de churrasco, quando homens chegaram ao local e efetuaram vários disparos. ‘Kevinho’ ainda foi levado ao Serviço de Pronto Atendimento (SPA) Joventina Dias, no mesmo bairro, mas não resistiu. Na ação, um homem de 28 anos foi baleado em um dos pés, e um adolescente de 12 anos foi atingido na cabeça.

Segundo os policiais militares da 8ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), testemunhas contaram que pessoas estavam sentadas em frente a calçada de uma igreja evengélica, e Kevinho, acompanhado de uma moça, estava em uma banca de churrasco ao lado da igreja. Um carro de cor branca se aproximou, e dele saíram dois suspeitos que dispararam várias vezes contra a vítima.

O tenente da 8ª Cicom, identificado apenas como Cássio, contou que no local do crime os relatos eram de que ‘Kevinho’ era membro da Família do Norte (FDN) e que havia trocado de facção, indo para o Comando Vermelho (CV). A suspeita é que membros da FDN não gostaram da atitude e executaram o rapaz.

Kevinho foi preso em fevereiro de 2019 com drogas e um revólver calibre 38, também no bairro Compensa. Ele respondia por roubo (Foto: Divulgação)

Durante a execução, os tiros acertaram duas pessoas que estavam na igreja: um homem de 28 anos, atingido em um dos pés, e um adolescente de 12 anos, baleado na cabeça. O menino foi levado para o Serviço de Pronto Atendimento (SPA) Joventina Dias, também no bairro Compensa. Pela gravidade do ferimento, ele foi transferido ao Hospital e Pronto Socorro da Criança João Lúcio (Joãozinho), na zona leste.

Agentes do Instituto Médico Legal (IML) foram ao SPA Joventina Dias para remover o corpo de Kevinho. A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) deve investigar o caso.

Nota

A direção do Hospital e Pronto-Socorro (HPS) Infantil Zona Leste (‘Joãozinho’) informou que o paciente foi submetido à cirurgia neurológica, o procedimento durou cerca de 3 horas. O quadro de saúde é grave, porém estável.

*Matéria atualizada para acréscimo de informação às 14h23

Anúncio