Homem é condenado a 15 anos de prisão por tentar matar trio em Manaus

O crime ocorreu em julho de 2010, na zona oeste da capital

Manaus – Davi Sales Bandeira foi condenado pela 1.ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Manaus a 15 anos de prisão, em regime fechado, por tentativa de homicídio contra Josias Lopes de Araújo, João Carlos Venâncio Maia e Carlos Wagner Araújo Maia, crime ocorrido em julho de 2010, na zona oeste da capital. A sessão de julgamento aconteceu na segunda-feira (19), no Fórum Ministro Henoch Reis.

Davi Sales Bandeira respondia em liberdade ao processo no qual foi condenado (n.º 0254684-51.2010.8.04.0001), mas está cumprindo pena, no regime semiaberto, por outro processo. Ao final do julgamento de segunda-feira, ao fazer a leitura da sentença o juiz Celso Souza de Paula decretou a prisão dele.

A sessão de julgamento aconteceu na segunda-feira (19), no Fórum Ministro Henoch Reis (Foto: Raphael Alves / Arquivo TJAM)

Assim como as testemunhas arroladas pela defesa e pela acusação, Davi não compareceu à sessão de julgamento. Durante o júri, houve o depoimento das três vítimas e o magistrado utilizou no plenário o áudio colhido no depoimento do réu, por ocasião da audiência de instrução do processo.

O Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE/AM) esteve representado pelo promotor de justiça Marcelo Augusto Silva, com o réu sendo assistido pelo defensor público Inácio de Araújo Navarro.

 O crime

De acordo com os autos, em 19 de julho de 2010, por volta 20h30, na Rua 5 de Setembro, bairro São Raimundo, zona oeste de Manaus, Davi Sales atirou contra Wagner, João Carlos e Josias. Wagner e Josias foram atingidos primeiro. Na sequência, João Carlos iniciou uma perseguição contra Davi, que mesmo correndo, atirou para trás e atingiu João.

No depoimento durante a audiência de instrução e julgamento, Davi disse que ao passar pela rua quando ia para escola sempre era insultado pelos três e resolveu comprar uma arma para se defender. Segundo Davi, no dia do crime estava na companhia de alguns colegas de escola, os quais fugiram quando ele começou a disparar contra as três vítimas.

Da sentença ainda cabe recurso de apelação.

Anúncio