Homem é executado com seis tiros após emboscada no Conjunto Viver Melhor

Em depoimento, a família de Erikson disse que suspeita que a morte pode ter sido planejada pela ex-mulher da vítima, pois eles brigavam muito

Manaus – O pintor Erikson da Silva Teixeira, 24, foi executado com seis disparos de arma de fogo, na noite desta quarta-feira (13), no Conjunto Habitacional Viver Melhor, bairro Lago Azul, zona norte de Manaus.

De acordo com a Delegacia Especializada em Homcídios e Sequestros (DEHS), testemunhas informaram que por folga de 19h30, o pintor estava andado em uma pista acompanhado de dois homens, que aparentemente se conheciam.

Em um determinado momento eles encostaram a vítima na beira da pista e efetuaram diversos disparos, onde Erikson acabou não resistindo aos ferimentos e morreu no local do crime.

Segundo o Departamento de Polícia Técnico-Científico (DPTC), que fez a perícia do corpo, seis tiros atingiram as regiões da cabeça, tórax, ombro, costa e abdômen.

Policiais Militares da 26ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), informaram aos investigadores que ao chegarem no local, cerca de seis homens com armas longas estavam no local, mas fugiram para uma área de mata ao perceberem a aproximação da guarnição da polícia.

Em depoimento, a família de Erikson disse que suspeita de ‘casinha’, uma emboscada, planejada pela ex-mulher da vítima, pois eles brigavam muito. A ex-companheira do pintor estava no local e bastante emocionada, negou a acusação e disse que iria provar sua inocência.

O caso continua sob a investigação da Especializada em Homcídios e o corpo foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML).