Homem é executado na Compensa após receber ameaças de morte

Ele saiu de casa para deixar a filha na escola, quando foi alvejado. “No mundo do crime é cadeia ou cemitério”

Manaus – Giovane Teixeira de Oliveira, 24, foi executado a tiros quando retornava para casa após deixar sua filha no colégio. De acordo com populares, ele estava recebendo ameaças de morte.

Por volta das 13h30, Giovane já havia deixado a filha no colégio e retornava para casa, localizada na Rua Paraíso, na Compensa 1, na zona oeste. Quando ele chegou próximo à residência foi alvejado com pelo menos três tiros.

Giovane estava em regime semiaberto desde dezembro de 2019 (Foto: Divulgação)

De acordo com o capitão Carpe Andrade da 8ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), Giovane estava em regime semiaberto desde dezembro de 2019.

“Segundo informações da própria família ele havia sido solto no mês de dezembro e já tinha sido preso por roubo e tráfico de drogas. Todos os dias a gente fala que no mundo do crime é cadeia ou cemitério, infelizmente esse jovem perdeu a sua própria vida”, relatou.

Populares não souberam informar para a polícia como aconteceu o crime, apenas que escutaram barulhos de tiros. Segundo relatos, Giovane estava sendo ameaçado de morte há alguns dias, possivelmente pelo crime organizado.

A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) vai assumir as investigações para identificar os envolvidos nesse homicídio. O IML foi acionado para a remoção do corpo e exame de necropsia.

Anúncio