Homem é morto a tiros e outro fica ferido por facção rival, em casa de shows, no São Raimundo

Homem ferido foi levado por populares ao Hospital e Pronto Socorro (HPS) 28 de Agosto. Integrantes da quadrilha rival foram perseguidos pela polícia; dois conseguiram fugir

Manaus – Dois homens foram alvos de tiros no bairro são Raimundo, zona oeste da capital, durante a madrugada desta segunda-feira (18). Starllony da Silva Santos, 27, morreu no local, após levar cerca de seis tiros, e Luiz Felipe de Souza Guimarães, 20, foi ferido e levado por populares ao Hospital e Pronto Socorro (HPS) 28 de Agosto.

Segundo informações da Polícia Civil, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou a ser acionado, mas ao chegar ao local constatou que Starllony já estava morto.

Segundo o delegado Paulo Martins, da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), o caso se trata de uma briga de facções. “Quatro indivíduos de uma determinada facção se reuniram para executar dois rivais que estavam em uma casa de forró e aguardaram a saída dos dois (do local). Quando avistaram os rivais, saíram do carro e começaram a efetuar os disparos,” relatou o delegado.

Durante perseguição policial, Wander foi preso e Carlos teve a perna baleada. (Fotos: Alan Geissler/GDC)

Toda a ação dos infratores aconteceu por volta das 3h da madrugada, na Avenida Padre Agostinho Caballero Martin, próximo à uma casa de shows e a um condomínio residencial. Segundo o delegado Paulo Martins, a polícia foi informada, via Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops), de que indivíduos estariam trocando tiros em frente a uma casa de forró.

“A Polícia Militar chegou rápido ao local e conseguiu persegui-los. Acabou alcançando (os criminosos) no bairro Praça 14, mas um deles começou a atirar contra a guarnição, que, ao revidar, acabou acertando um deles na perna. Um outro foi preso e outros dois conseguiram fugir,” explicou.

Carlos Kened Dantas, 25, e Wander da Silva Nascimento, 29, foram presos em flagrante e indiciados por homicídio e posse ilegal de arma de fogo.

Carlos foi baleado na perna durante a perseguição policial e Wander foi apontado como o motorista do bando. Na ocasião ele dirigia um Voyage branco, de placa PHC 7090, com restrição de roubo. Com os dois infratores foi encontrada uma pistola calibre 380, com numeração parcialmente suprimida, e quatro munições intactas do mesmo calibre.

O delegado Paulo Martins informou ao GRUPO DIÁRIO DE COMUNICAÇÃO (GDC) que os infratores que conseguiram fugir já estão sendo identificados e em breve será emitida a prisão preventiva dos suspeitos.