Homem é morto após perseguição entre grupos rivais no Jorge Teixeira, diz PM

Uma perseguição entre bandos rivais ocasionou na morte de um homem, não identificado, e deixou outro suspeito ferido, na tarde desta segunda-feira (20), no Conjunto João Paulo 2, bairro Jorge Teixeira

Manaus – Uma perseguição entre bandos rivais ocasionou na morte de um homem, não identificado, e deixou outro suspeito ferido, na tarde desta segunda-feira (20), na Rua Algodão Roxo, Conjunto João Paulo 2, bairro Jorge Teixeira, zona leste de Manaus. Na ocasião, um adolescente, de 16 anos, foi apreendido. Ele também estava envolvido na perseguição.

Segundo informações do sargento da 4ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), J. R. Pereira, quatro homens estavam em um táxi, modelo Siena, de cor branco e placa PHG-5600.  Eles estavam sendo perseguidos por dois suspeitos, não identificados, que estavam em uma motocicleta, de modelo e placa não informados.

“Nós estávamos em uma operação pela Avenida Mirra, quando nos deparamos com a situação. Eles desceram a rua e efetuaram mais de 10 disparos, ocasionando a morte desse homem, que estava no bando de trás”, explicou o sargento.

Confronto

Ainda segundo o sargento, o confronto teria sido entre facções rivais. Os suspeitos que estavam no carro seriam do Comando Vermelho (CV) enquanto os da motocicleta são da Família do Norte (FDN).

O menor de idade, de acordo com o sargento, estava fora do veículo e foi detido pelos policiais. Com ele, foi encontrado um revólver calibre 38. O homem, não identificado, ferido durante o confronto, foi levado para Hospital e Pronto Socorro (HPS) Platão Araújo.

Conforme Pereira, o carro utilizado pelos suspeitos foi roubado na rua 3 do Conjunto Rio Maracanã, bairro Flores, zona centro-sul. Próximo ao veículo, foi encontrado outro revólver calibre 38 com munições intactas de ponto 40. Os suspeitos que estavam na motocicleta conseguiram fugir, assim como os outros que estavam no veículo.

O adolescente de 16 anos deve ser apresentado na Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai). O corpo do homem será removido para o Instituto Médico Legal (IML), onde aguardará o reconhecimento de familiares.

O caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Anúncio