Homem é morto com quatro tiros nas costas, no Prosamim do bairro Raiz

A vítima estava com um simulacro de arma de fogo e foi perseguida por dois homens em uma moto, na tarde deste domingo (24)

Manaus – Um homem, que não teve a identidade divulgada, foi morto na tarde deste domingo (24), na Rua Nova, que fica no Prosamim da Avenida Marques da Silveira, bairro Raiz, zona sul de Manaus. A polícia trabalha com duas linhas de investigação. A primeira é que ele estaria cometendo assaltos na área e a outra é que seria informante de uma facção rival. Por conta disso, dois homens que estavam em uma moto o perseguiram e o atingiram com quatro tiros na região das costas.

A polícia suspeita que a vítima seria informante de uma facção rival, e por isso foi perseguida e morta pelos autores dos disparos (Foto: Marcos Lima/Divulgação)

O crime ocorreu no Prosamim próximo à Ponte do Peixe, que fica na divisa dos bairros Cachoeirinha, Morro da Liberdade, Betânia e Raiz. Segundo a polícia, há uma intensa disputa pelo domínio do tráfico de drogas nessa área.

Segundo o delegado Fábio Silva, plantonista da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), são duas versões que foram levantadas para o crime. Porém, como é uma área de tráfico, as pessoas não colaboram com informações.

“O homem foi encontrado com um simulacro, o que remete a estar cometendo assaltos nessa área. Mas, na situação de assaltos, a população se revolta e o teria espancado até ser morto, o que não aconteceu neste caso. A outra hipótese é que ele seria um olheiro de uma facção criminosa rival e foi identificado pelos autores do crime”, disse o delegado.

De acordo com o Departamento de Polícia Técnico-Científica do Amazonas (DPTC-AM), a vítima foi assassinada com quatro tiros na região das costas e nádegas, o que levanta a hipótese de que ele teria tentado correr, mas foi atingido pelos tiros.

Os agentes do Instituto Médico Legal (IML) fizeram a remoção do corpo e levaram para exame de necropsia na sede do órgão, zona norte de Manaus. A vítima estava com uma bermuda preta, camisa vermelha e uma máscara preta.

A DEHS está investigando o caso.