Homem é morto com sete tiros; suspeita de envolvimento com o tráfico

André Luiz Oliva Pinto foi alvejado com sete tiros que atingiram braço, peito e perna. Ele estava dirigindo um Gol quando foi abordado por outro veículo

Manaus – André Luiz Oliva Pinto, 24, foi morto a tiros, na noite desta segunda-feira (13), na Rua Araweté, no conjunto habitacional Viver Melhor 2, bairro Colônia Terra Nova, zona norte da capital. Segundo informações da Polícia Militar (PM), a vítima é suspeita de ter envolvimento com o tráfico de drogas e costumava praticar roubos no local, o que pode ter motivado o crime.

O homem foi morto com, aproximadamente, sete tiros, que atingiram o braço, peito e perna da vítima que estava em um carro, modelo Gol, de cor cinza e placa OAF-7167, de acordo com a PM. À polícia, testemunhas informaram que André estava sendo perseguido por suspeitos, de quantidade não identificada, em um carro de modelo Gol, cor branca e placa não identificada.

O carro em que os suspeitos estavam teria parado ao lado do veículo da vítima, quando foram efetuados os disparos contra ele. Para tentar se salvar, André chegou a pular do carro ainda em movimento. O veículo ainda seguiu desgovernado por alguns metros, chegando a bater em um ônibus. A vítima não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

A vítima ainda se jogou do carro em movimento, mas acabou morrendo no local (Foto: Divulgação)

Após cometerem o crime, os suspeitos fugiram em direção a Comunidade Monte Horebe, no bairro Lago Azul, zona norte. Conforme a PM, foram realizadas buscas nas proximidades, mas ninguém foi encontrado. Os moradores não conseguiram reconhecer nenhum dos suspeitos.

Segundo a PM, moradores relataram que a vítima tinha envolvimento com tráfico e costumava praticar roubos na área. A suspeita é de que o crime tenha sido um acerto de contas. De acordo com a Polícia Civil, o homem já tinha passagem por roubo. O corpo de André foi removido para o Instituto Médico Legal (IML). O caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).