Homem é morto a tiros em Iranduba e polícia investiga suposto acerto de contas

O homem foi morto com, pelo menos, três tiros na manhã desta terça-feira (31), no município de Iranduba. Moradores suspeitam que o crime foi um acerto de contas, segundo a PM

Manaus – Alexandre Alves da Silva, 22, foi morto com, pelo menos, três tiros, na manhã desta terça-feira (31), em Iranduba (a 27 quilômetros a sudoeste de Manaus). Moradores suspeitam que o crime foi um acerto de contas, segundo informou a Polícia Militar (PM) da cidade. Um vídeo mostra os autores do crime atirando no rosto de Alexandre e exaltando a facção criminosa Família Do Norte (FDN).

O crime deve ser investigado pela 31ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) (Foto: Reinaldo Okita)

O corpo foi encontrado na Rua Deputado Sinésio Campos, no bairro Morada do Sol. Nas imagens do vídeo, Alexandre é filmado deitado no chão. Na filmagem, é possível ouvir os autores do crime afirmando que o assassinato pode estar relacionado a facções criminosas.

“O cagão, CV, mano”, afimou um dos atiradores fazendo referência ao grupo criminoso Comando Vermelho (CV) que atua com o tráfico de drogas. Em seguida, o homem atira, duas vezes, no rosto de Alexandre, que já estava ferido, enquanto xinga o homem e grita “FDN”.

A suspeita de moradores locais é que Alexandre era assaltante e, devido aos roubos, passou a atrair a atenção da PM para a região, conforme comunitários informaram à equipe da 8ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) que atua em Iranduba.

A presença intensificada de policiais militares no bairro incomodou traficantes de drogas locais que são suspeitos de o executarem, conforme denúncia de moradores à PM. Os policiais militares foram acionados por volta de 7h30 desta terça. O crime deve ser investigado pela 31ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP).

Anúncio
Anúncio