Homem é preso suspeito de envolvimento em triplo homicídio em Presidente Figueiredo

A polícia prendeu Adriel Sampaio Encarnação, 22, conhecido como ‘Cara de Pizza’, suspeito de ser um dos 17 homens envolvidos na autoria do triplo homicídio

Manaus- A polícia prendeu Adriel Sampaio Encarnação, 22, conhecido como ‘Cara de Pizza’, suspeito de ser um dos 17 homens envolvidos na autoria do triplo homicídio, em Presidente Figueiredo, no dia 18 de março deste ano. Ele foi apresentado, à imprensa, na tarde desta sexta-feira (8), pela polícia.

A polícia prendeu Adriel Sampaio Encarnação, 22, conhecido como ‘Cara de Pizza’, suspeito de ser um dos 17 homens envolvidos na autoria do triplo homicídio. (Foto: Jimmy Geber)

Adriel foi preso, na manhã de quinta-feira (7), na casa de familiares dele, na Rua Cedro, bairro Ouro Verde, na zona leste de Manaus. Conforme a Polícia Civil, os policiais civis fizeram campana em frente ao local e prenderam o homem quando ele saiu da casa. Segundo o delegado, Adriel estava se preparando para ir a outro imóvel onde pretendia se esconder da polícia.

Em depoimento, “ele disse que ficou fazendo a contenção do grupo, olhando para saber se vinha alguém, dando suporte”, afirmou o delegado Jeff Mac Donald, titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

De acordo com o delegado, ‘Cara de Pizza’ é ligado ao narcotraficante Gelson Lima Carnaúba, o ‘Mano G’ e a Clemilson dos Santos Farias, o ‘Tio Patinhas’, lideranças da organização criminosa Comando Vermelho (CV).

Segundo o delegado, a ordem para o triplo homicídio partiu da cúpula da facção criminosa. As mortes estão relacionadas à briga entre a facção com a organização criminosa Família Do Norte (FDN) por disputa de território de tráfico de drogas.

Adriel já foi preso por tráfico de drogas, associação para o tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. Ele foi indiciado por triplo homicídio, tentativa de homicídio e associação criminosa. Ele foi levado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM).

No dia 26 de maio deste ano, policiais civis da DEHS e do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO) prenderam Alexsandro Campos da Costa, 43, o ‘Alex Padeiro’, e Márcio Orlan Silva de Jesus, 27, o ‘Gordinho’, também pela participação no triplo homicídio.

A polícia busca por outras 12 pessoas suspeitas de ter envolvimento no crime: Aguinaldo dos Santos Fonseca, o ‘Careca’; Bruno Silva Souza, o ‘Soldado’; Edmar Pereira da Silva Neto, o ‘Bity’; Menison Bezerra Gomes, o ‘Topete’; um homem identificado apenas como ‘Robson’ e também conhecido como ‘Neguinho da Sesau’; Wesley Alexandre Duarte, o ‘Mascote’; Roque de Castro Pinto Júnior, o ‘Ponga’; um homem identificado como ‘Eliel da Sesau’; José Valdir de Souza Costa, e um homem identificado apenas como ‘Bode’.

Outras duas pessoas, de identidade ainda desconhecidas para a polícia, também estão sendo procuradas suspeitas de participarem do triplo homicídio. Ainda entre os envolvidos no crime, está o presidiário Felipe Castro Sanches, o ‘2K’, que foi preso por outro crime anteriormente. Rodrigo Pinheiro de Souza, o ‘Amaral’, também é suspeito de ter participado do crime e está morto. A polícia não soube informar as circunstâncias da morte.

Triplo homicídio

No dia 18 de março, 17 homens participaram do triplo homicídio que vitimou Alexandre Campos Lemos, o “Ala”, 37, Eduardo Maquiné Pereira, 48, e Keyssio Diones Maquiné Pereira, 39. Na ocasião, um homem, de 23 anos, de nome não divulgado, também foi baleado.

O crime aconteceu em um sítio, situado na AM-240, no quilômetro 49 da Estrada de Balbina, em Presidente Figueiredo (a 117 quilômetros ao norte de Manaus). A prisão ocorreu em cumprimento a mandado de prisão preventiva expedido no dia 23 de março deste ano, pelo juiz de Direito Roger Luiz Paz de Almeida, da Comarca de Presidente Figueiredo.

** Matéria atualizada às 18h42 para acréscimo de informações.

Anúncio
Anúncio