Homem é preso por latrocínio de idoso, ocorrido em 2019

Antônio Correia Cabral, que tinha 64 anos, foi morto na casa onde morava por Breno Pimenta Pereira

Manaus – Breno Pimenta Pereira, 21, foi preso na noite desta segunda-feira (27), em cumprimento a mandado de prisão preventiva por latrocínio, que teve como vítima Antônio Correia Cabral, que tinha 64 anos. A prisão foi realizada por policiais civis da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), sob o comando da delegada-geral da instituição, Emília Ferraz, e coordenação do delegado Aldeney Goes, titular da especializada.

A prisão de Breno foi realizada por policiais civis da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Foto: Divulgação/PC-AM)

De acordo com o delegado Aldeney Goes, o indivíduo foi preso em um terminal de ônibus situado no bairro Jorge Teixeira, zona leste de Manaus. Conforme o titular da Derfd, os familiares do idosos encontraram o corpo dele, no dia 23 de dezembro de 2019, dois dias após o crime, na casa onde ele morava, localizada na Rua Comendador Clementino, Centro.

Segundo a autoridade policial, o peritos do Instituto de Criminalística (IC) e policiais civis compareceram ao local do crime onde, após perícia, foi constado o crime de latrocínio, pois havia sinais de luta e ausência de bens da vítima. As equipes da Derfd iniciaram investigações para identificar e localizar o autor do crime.

“Após investigações e diligências conseguimos identificar que o autor do crime era Breno. Representei junto à Justiça pelo pedido de prisão em nome dele por esse crime. Breno é considerada uma pessoa perigosa para a sociedade, pois já possuía outros mandados em aberto pela pratica de roubo. Durante depoimentos, o infrator confessou o crime que vitimou o idoso”, informou Goes.

O mandado de prisão em nome do jovem foi emitido no dia 11 de março deste ano, pela Central de Inquéritos.

Procedimentos

Breno foi indiciado pelo crime de latrocínio. Ao término dos trâmites na Derfd, ele será encaminhado à Central de Recebimento e Triagem (CRT), para a audiência de custodia por videoconferência e ficara à disposição da Justiça.

Anúncio