Homem é preso por sequestrar e manter em cárcere privado a ex-namorada

Bruno Marques Campos não aceitava o fim do relacionamento e decidiu sequestrar a ex-namorada que estava sozinha na casa dos pais

Manaus – Bruno Marques Campos, 30, foi preso, na manhã desta terça-feira (11), por volta das 8h, por sequestrar e manter em cárcere privado a ex-namorada, 19, em uma residência alugada, na Rua Palmeira, no bairro Tancredo Neves, zona leste da capital.

Conforme delegado adjunto da Delegacia Especializada em Crimes e Sequestros, Charles Araújo, Bruno não aceitava o fim do relacionamento e decidiu sequestrar a ex-namorada que estava sozinha na casa dos pais, quando ele chegou armado e a levou para a residência dele, onde a vítima passou uma semana inteira sob ameaças de morte. O crime aconteceu no dia 18 de maio deste ano.

Os pais da vítima compareceram na Especializada e registraram um boletim de ocorrência (B.O.) na Dehs, no mesmo dia em que a filha desapareceu. “Após o registro de ocorrência dos pais da vítima, tomamos conhecimento do caso e as nossas equipes iniciaram as investigações. Imediatamente fizemos o pedido de prisão temporária de Bruno, um dia depois do desaparecimento da jovem”, disse o delegado adjunto Charles Araújo.

Bruno foi preso na residência em que mantinha a ex-namorada presa, onde uma outra jovem, menor de idade, foi encontrada trancada. No local a polícia, também, encontrou um colete a prova de bala e uma arma de fogo. A ordem judicial foi expedida no dia 19 de maio deste ano, durante o plantão judicial do juiz Celso de Souza Paula.

“O Bruno já tinha histórico de agressão contra a mulher, ele infrigia a lei Maria da Penha, mas através desse caso conseguimos chegar até ele que já era procurado pela polícia. Ao chegar na casa dele, nos deparamos com uma adolescente que estava trancada. Ainda estamos investigando o caso, mas sabemos, também, que uma outra mulher já havia feito queixa contra ele, por agressão”, ressaltou o delegado adjunto Charles Araújo.

Após os procedimentos cabíveis na DEHS, Bruno será indiciado por sequestro e, cárcere privado, e ainda, encaminhado para a Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde deverá passar por audiência de custódia.

Anúncio
Anúncio