Homem é preso suspeito de integrar bando que invadiu sítio, diz PC

Ele foi preso na tarde desta segunda-feira na casa onde morava no bairro Tarumã, zona oeste. A polícia busca por outros dois homens suspeitos de participarem do crime

Manaus – A Polícia Civil (PC) prendeu o segundo homem suspeito de integrar um bando de cinco homens que invadiu um sítio, na zona rural de Manaus, e levou duas mulheres reféns em abril deste ano. Marcos Paulo Pinheiro de Souza, 19, o ‘Quito’, foi preso na tarde desta segunda-feira (30). A polícia busca por outros dois homens suspeitos do grupo.

Ele foi preso, por volta de 13h, desta segunda, na casa dele, no bairro Tarumã, zona oeste. Os policiais civis do 20º Distrito Integrado de Polícia (DIP) chegaram até Marcos a partir do depoimento de Cleyton Ferreira Lima, 25, o primeiro homem preso, em junho deste ano, suspeito de integrar o bando.

Marcos negou o crime. “Eu não sei nem porque estou preso. Eles me chamaram, mas eu disse que não ia e fui para igreja”, afirmou Marcos, referindo-se à Cleyton Ferreira Lima e Dângelo Guedes da Silva que planejou e anunciou o assalto, segundo o delegado Guilherme Torres, titular do 20º DIP.

Apesar de ter negado envolvimento no crime, segundo o delegado, Marcos sabe de todos os detalhes do roubo. Ele foi preso em cumprimento a mandado de prisão temporária. Segundo Torres, o preso está colaborando com as investigações e a prisão deve durar cinco dias.

‘Mundo do crime não é fácil’

Quando foi preso, Cleyton Ferreira Lima, 25, afirmou que o ‘mundo do crime não é fácil’. Ele foi preso no dia 28 de junho, também suspeito de integrar o bando de criminosos que assaltou o sítio na BR-174 (Manaus-Boa Vista).

Anúncio