Homem falsificava documentos para fazer compras e ostentava nas redes sociais

Rodrigo Benaion Mendes foi preso por policiais do 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), em cumprimento a mandado de prisão preventiva por estelionato, falsificação de documento público e uso de documento falso

Manaus – Rodrigo Benaion Mendes foi preso por policiais do 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), em cumprimento a mandado de prisão preventiva por estelionato, falsificação de documento público e uso de documento falso. Uma das vítimas é um servidor do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM). De acordo com a polícia, Rodrigo utilizou documentos falsos em nome do servidor público para fazer compras em diferentes centros comerciais da capital. O é valor estimado em R$ 30 mil.

As investigações inciaram após a vítima comparecer na delegacia no dia 17 de julho deste ano e comunicar que havia uma pessoa usando o nome dele para fazer compras. Ainda segundo a polícia, Rodrigo realizou abertura de crédito em bancos da capital utilizando o nome da vítima. Com ele foram apreendidos uma carteira nacional de habilitação(CNH), contra cheques e comprovantes de residência falsos. O suspeito foi preso na última segunda-feira (5),  em uma casa no bairro alvorada, zona centro-oeste.

o suspeito porque ostentava os produtos que adquiria de forma criminosa em suas redes sociais (Foto:)

O Delegado do 19º DIP, Aldeney Goes, relatou que a equipe de investigação chegou até o suspeito porque ostentava os produtos que adquiria de forma criminosa em suas redes sociais. “O suspeito trabalhava de forma escondida, cada loja que ele comprava, dava um endereço diferente, depois de fazer compras, ele ostentava nas redes sociais. Com as fotografias, o cerco foi se fechando e conseguimos chegar no local onde ele estava”, disse.

Segundo o delegado, durante a prisão, os policiais descobriram outra vítima de Rodrigo. “Ele não respondia a nenhum processo relacionado ao crime de estelionato. Nós cumprimos o mandado de prisão preventiva e descobrimos uma nova vítima, em que ele queria se transformar. O suspeito fez uma CNH com dados diferentes”, contou Goes.

Em depoimento à polícia, Rodrigo informou que pagava uma quantia de R$ 1 mil para obter documentos falsos de terceiros, e relatou ainda que comprava os produtos para dar de presente, o que caracteriza crime de receptação.

Rodrigo Benaion foi indiciado por estelionato, falsificação de documento público e uso de documento falso. Ele será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), no quilômetro oito da BR-174.