Homem investigado pela autoria do latrocínio de um idoso é preso

O crime ocorreu no dia 7 de fevereiro deste ano, na Rua Antônio Bulbol, bairro Morro da Liberdade

Manaus – Um mandado de prisão temporária foi cumprido em nome de Enderson Moreira de Souza, 26, pelo latrocínio de um idoso, identificado como Orlandi Navegantes, que tinha 63 anos. O infrator foi preso na manhã desta quarta-feira (19), por volta das 9h, por policiais civis da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd) e da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (Dehs).

O crime ocorreu no dia 7 de fevereiro deste ano, na Rua Antônio Bulbol, bairro Morro da Liberdade, na zona sul de Manaus.

O infrator foi preso após comparecer na sede da Derfd, para prestar esclarecimentos em torno do caso (Foto: Raquel Miranda/Arquivo GDC)

A ação policial foi coordenada pelos delegados Aldeney Goes e Paulo Martins, titulares, respectivamente, da Derfd e Dehs. O infrator foi preso após comparecer na sede da Derfd, para prestar esclarecimentos em torno do caso. Conforme o delegado Aldeney, as investigações tiveram início quando a equipe da Dehs, após ser acionada, se deslocou à residência do idoso, onde o corpo do mesmo foi encontrado amarrado, com sinais de asfixia.

“Durante as investigações, os policiais civis da Dehs tomaram conhecimento que Enderson teria confessado, a pessoas próximas, a autoria do delito. Além do mais, pertences roubados da casa do idoso estavam guardados na residência do infrator. Diante disso, a equipe de polícia decidiu ingressar com o mandado de prisão contra ele, que foi expedido na terça-feira (18), pela juíza Sabrina Cumba Ferreira, no Plantão Criminal”, explicou o delegado Goes.

Ainda segundo o titular da Derfd, o infrator compareceu à sede da especializada apenas para prestar depoimento, pois não tinha conhecimento da existência do mandado de prisão, e acreditava que seria liberado. Entretanto, após prestar esclarecimentos, Enderson recebeu voz de prisão.

Procedimentos

O indivíduo foi indiciado por latrocínio. Após os trâmites na Derfd, ele será levado para a audiência de custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, no bairro São Francisco, zona sul da capital.

Anúncio