Homem morre durante confronto com a PM e outros três são presos, em Urucará

Homens são suspeitos de envolvimento na morte de um caçador no município. Presos foram trazidos para Manaus para evitar conflito em Urucará

Manaus – Um homem morreu, durante confronto com a polícia, e outros três foram presos, suspeitos de envolvimento na morte do mateiro Simeão Marques da Costa, 31, ocorrida em Urucará (a 261 quilômetros a leste de Manaus). A informação foi confirmada pelo tenente coronel Castro Alves, do 2º Batalhão da Polícia Militar (BPM) de Itacoatiara.

Homens ficarão presos no 24º DIP e deverão ser apresentado à imprensa na manhã deste sábado (29). (Foto: Jimmy Geber/RDC)

Os suspeitos foram trazidos para Manaus, por volta das 19h desta sexta-feira (28), para evitar conflito no município de Urucará, segundo o tenente Castro Alves. Todos prestam depoimento no 24º Distrito Integrado de Polícia (DIP), no Centro da capital. Uma escopeta calibre 12 foi apreendida na ação.

As buscas pelos suspeitos iniciaram no último domingo (23), após o caçador Simeão Marques ter sido encontrado morto a tiros em Urucará. Segundo o coronel Castro Alves, a vítima foi morta na sexta-feira (21), após ter a arma tomada pelos suspeitos.

Na segunda-feira (24), os suspeitos trocaram tiros com a polícia, em uma ilha, nas proximidades de Urucará, e durante o confronto, um dos suspeitos identificado como Fagner da Silva Rodrigues, 23, acabou morrendo, segundo o coronel.

No dia seguinte, cerca de 20 policiais militares, com a ajuda de cães farejadores, conseguiram prender mais três suspeitos, em um sítio, nas imediações do município de São Sebastião do Uatumã (a 247 quilômetros a leste da capital).

Os suspeitos presos foram identificados como Gênesis da Silva Correa, 38, apontado como o autor do disparo que matou o caçador, além de Aurivan Barreto da Silva, o ‘Pit Bull’, 20, e Elizeu Gomes dos Santos, de idade não informada.

O trio ficará preso no 24º DIP e deve ser apresentado à imprensa na manhã deste sábado (29).

Anúncio