Homem tenta tomar arma de policial e leva dois tiros em uma das pernas

Segundo a esposa do homem, ele estava sob efeito de entorpecentes

Manaus – Um homem que não teve a identidade revelada foi atingido por dois tiros em uma das pernas, na tarde deste domingo (31), próximo a sua casa, na Avenida Tupiniquim, Comunidade Monte Sinai, bairro Cidade Nova, zona norte de Manaus. Segundo a polícia, ele agrediu um sargento e uma policial, e tentou tomar a arma de um policial que, para se defender, atirou nas pernas do homem.

O caso aconteceu na Avenida Tupiniquim, Comunidade Monte Sinai, bairro Cidade Nova (Foto: Divulgação)

Segundo o sargento Salazar, da 6ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), por volta das 14h uma mulher ligou e disse que o seu esposo estava agredindo todo mundo em sua casa. Os policiais foram até o local e a mulher disse que já estava tudo controlado, que o homem estava mais calmo e que não precisavam prendê-lo.

Por volta das 15h, a mulher ligou novamente para a polícia informando que o seu companheiro estava quebrando tudo dentro da casa. Os policiais foram novamente ao local e, mais uma vez, a mulher não queria que o seu companheiro fosse preso. Ela pediu para que os policiais apenas conversassem com ele, pois estava alterado por ter usado muitas drogas.

“O homem estava em uma esquina. Quando paramos a viatura próximo ao indivíduo, ele partiu pra cima da gente. Deu um tapa na policial que estava comigo e me deu um soco. Nesse momento a minha arma caiu. Quando ele partiu para pegar a arma, eu o empurrei e ele acabou caindo. Eu juntei minha arma, ele correu pra cima novamente e, para me defender, acabei atirando em uma das pernas dele. Mesmo após o primeiro tiro, o homem ainda voltou para cima de mim e tive que dar outro tiro para resguardar a minha guarnição”, disse o sargento Salazar.

O sargento contou que todos os moradores que estavam na rua deram razão ao policial e até a sogra do homem atingido concordou com a ação das autoridades. “O trabalho policial é muito difícil, nós temos que pensar rápido. Já houve casos em que o policial foi morto por conta de ações como esta”, lembrou Salazar.

Os policiais socorrerem o homem e o levaram ao hospital Platão Araújo, na zona leste. Ele recebeu os socorros necessários e, posteriormente, foi encaminhado ao 6º Distrito Integrado de Polícia (Dip), na zona norte.

Anúncio