IML identifica dez e divulga o nome de seis reconhecidos pelas famílias

O primeiro a ser reconhecido foi Alexsandro Custódio de Carvalho, 16. Até a noite desta quarta-feira (30), o IML havia identificado dez corpos

Manaus – Alexsandro Custódio de Carvalho, 16, foi o primeiro reconhecido dos 17 corpos que estão no Instituto Médico Legal (IML), após troca de tiros com a Polícia Militar (PM), na madrugada desta quarta-feira (30), no bairro Crespo. Até a noite desta quarta, o IML havia identificado dez corpos, sendo mais um adolescente, e liberado a identidade de outros seis, incluindo o jovem Alexsandro.

Instituto informou que só divulgará os nomes quando os familiares também reconheçam os mortos (Foto: Eraldo Lopes/Arquivo-GDC)

O IML informou que dez corpos já haviam sido identificados após o procedimento de autópsia, mas não anunciou os nomes. O instituto justificou que só divulgará quando os familiares também reconheçam os mortos.

Além de Alexsandro, foram divulgados os nomes de outros seis, entre eles mais um adolescente: Erick Osmarino Silva Santos, 17, Markleuson Batista da Silva, 18, Lucas da Costa Pereira, 21, Bruno Cardoso Lopes, 23, Michael dos Santos Cardoso, 27, e Max Willian Sampaio da Silva Cavalcante, 29.

Durante todo o dia, o movimento foi intenso no IML de parentes que buscavam reconhecer as vítimas. O instituto fechou a entrada e só permitiu o acesso de familiares dos mortos e de servidores.

A Secretaria de Segurança Pública informou que a diretora do IML, Sanmya Leite, confirmou que durante todo o dia os 17 corpos estavam passando por coleta residográfica para analisar resíduos de pólvora nas mãos, além de coleta necropapiloscópica, para facilitar a identificação por meio das digitais, pois os familiares, em um primeiro momento, não tiveram acesso aos corpos.

Anúncio