Influencer de Manaus é indiciada por torturar filho de 3 anos; veja vídeo

De acordo com a polícia, a mulher teria filmado as agressões e enviado ao pai do menino

Manaus – Uma digital influencer de Manaus foi indiciada pelos crimes de tortura física e psicológica contra o filho de 3 anos de idade, nesta segunda-feira (12), na Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca). De acordo com a polícia, a mulher teria filmado as agressões e enviado ao pai do menino e, segundo a titular da Depca, Delega Joyce Coêlho, as agressões ocorriam quando a mulher se desentendia com o ex-companheiro.

“O juizado da criança vai ser informado para que defina o acolhimento desta criança para a família. Uma vez que o ECA (Estatudo da Criança e do Adolescente) preconiza que a criança fique com a família”, disse a delegada.

Segundo a titular da Depca, Delega Joyce Coêlho, as agressões ocorriam quando a mulher se desentendia com o ex-companheiro (Foto: Divulgação / Izaías Godinho)

A Polícia Informou que a mulher confessou que o vídeo contendo as agressões foi gravado na última quarta-feira (6) e que as outras imagens ocorreram há um mês. Além disso, a mulher foi indiciada pela DEPC quando estava em São Paulo, tentando reatar o relacionamento com o pai da criança. Ao chegar em Manaus, a mãe do menino foi encaminhada à Delegacia.

Nas redes sociais, a digital influencer postou uma foto onde mostra o filho com um ferimento na cabeça. Em depoimento à polícia, a mulher relatou que o menino havia sofrido uma queda e socorrido e encaminhado à um Serviços de Pronto Atendimento (SPA) de Manaus. Mas o caso segue sendo investigado pela Polícia Civil.

Entenda o caso

O vídeo das agressões que circularam nas redes sociais desde a noite desta segunda-feira (12), mostra a influenciadora de Manaus agredindo verbal e fisicamente o próprio filho de 3 anos de idade. No vídeo, a influenciadora xinga o pai da criança e pede para que o filho “aperreie” o pai.

De acordo com a polícia, a mulher teria filmado as agressões e enviado ao pai do menino. As agressões ocorriam quando a mulher se desentendia com o ex-companheiro.

Veja vídeo:

Anúncio