Instrutor de vôlei é preso suspeito de estuprar criança após tirar ‘medidas corporais’

O crime, que aconteceu em uma escola do bairro Alvorada, foi flagrado pela filha do suspeito, que denunciou o crime à polícia

Manaus – O instrutor de voleibol Joel Vieira dos Santos, 48, foi preso, na noite da última segunda-feira (11), por suspeita de ter estuprado uma adolescente de 12 anos nas dependências da Escola Estadual Senador Manoel Severino, na segunda etapa do bairro Alvorada, na zona centro-oeste de Manaus. O crime, segundo a assessoria da Polícia Civil (PC), foi flagrado pela filha do suspeito, uma jovem de 22 anos. À polícia, o instrutor confessou ter mantido relações sexuais com a menina, mas disse que foi com o consentimento dela.

O caso foi registrado na Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Foto: Reinaldo Okita)

Segundo a PC, os policiais militares da 10ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) foram acionados via rádio, pelo Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops), para apurar uma ocorrência de estupro. Ao chegar na escola, localizada na Rua João Paulo, os policiais constataram o crime e prenderam em flagrante o instrutor.

Durante depoimento na Delegacia Especializada em Proteção a Criança e ao Adolescente (Depca), o suspeito informou que não é professor da escola estadual, mas ministrava aula de vôlei para os alunos após o horário das aulas.

Leia também: Polícia prende responsáveis por morte de universitário

À policia, a menina disse que, antes da prática esportiva, o homem pediu para tirar as medidas corporais dela e a levou até um depósito situado nas dependências da escola.

No local, segundo a PC, Joel pediu para a vítima tirar a roupa e em seguida cometeu o ato libidinoso. De acordo com o BO, a filha do suspeito entrou no depósito e flagrou o pai cometendo o crime. Após a formalização da ocorrência na Depca, a vítima realizou o exame de corpo de delito que confirmou a conjunção carnal.

O homem foi autuado em flagrante por estupro de vulnerável. O suspeito será levado para Audiência de Custódia, no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, no bairro São Francisco, zona sul de Manaus.

Em nota, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) informou que Joel não é servidor da instituição e a adolescente não é do corpo de alunos da escola. Conforme a assessoria, a Seduc disponibiliza a área da unidade de ensino para que membros de uma igreja adventista ministrem cursos para jovens.

Anúncio