Jacarés podem ter devorado braços de jovem, diz polícia

Peritos confirmaram que a vítima estava com um corte profundo no pescoço e sem os braços, mas só um exame de necropsia vai apontar a real causa da falta dos membros

Manaus – O corpo da cuidadora de idoso Raquel Melo de Moraes, 19, encontrado dentro de um igarapé no bairro Novo Aleixo, zona norte de Manaus, estava despido e sem os braços. A suspeita é que a jovem tenha sido devorada por jacarés, de acordo com informações do tenente Elton Calado, da Companhia Independente de Policiamento com Cães (CIP Cães).

O corpo da cuidadora de idoso Raquel Melo de Moraes, 19, foi encontrado dentro de um igarapé no bairro Novo Aleixo. (Foto: Sandro Pereira/RDC)

A cadela policial Cely encontrou o corpo por volta das 11h40 deste domingo (23), após o suspeito confesso do assassinato, Paulo Sérgio Oliveira, o ‘Neguinho’, 28, ter revelado a cova rasa onde tinha enterrado o corpo. A vítima sofreu um corte profundo no pescoço.

A suspeita do tenente Elton Calado é que a força da água da chuva que atingiu a capital na última quinta-feira (20) tenha arrastado o corpo para o igarapé.

Raquel Melo desapareceu na noite da última quarta-feira (19), após ter sido vista com Paulo Sérgio, em um posto de combustíveis, no bairro Novo Aleixo. Após matar a mulher, o homem ainda chegou a ir à casa da vítima pedir o celular dela, levando a família a suspeitar da atitude.

Paulo Sérgio foi preso no sábado (22), na área do Novo Aleixo. Ele confessou o crime e ainda levou a polícia até a casa de madeira dele, onde matou a jovem em cima de uma cama, que ficou toda ensanguentada.

O delegado Paulo César Ferreira, da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), disse que o homem confessou o crime e alegou, ainda, que mantinha um relacionamento amoroso com a jovem, e que a matou porque descobriu uma traição. “A princípio vamos investigar como homicídio qualificado. Ele (Paulo Sérgio) diz que viu a vítima com outro rapaz e por isso decidiu matar”, disse o delegado.

Familiares disseram desconhecer o relacionamento amoroso de Raquel com Paulo Sérgio, mas confirmaram que eles se conheciam; e que após matar a jovem, o homem ainda foi à casa da vítima e pediu o aparelho celular dela, informando que iria levar para ela em outra rua.

Peritos do Departamento de Polícia Técnico-Cientifica (DPTC) confirmaram que a vítima estava com um corte profundo no pescoço e sem os braços, mas só um exame de necropsia vai apontar se a mulher foi devorada por jacarés, ou se os braços dela foram cortados por Paulo Sérgio.

blank

Peritos do DPTC confirmaram que a vítima estava com um corte profundo no pescoço e sem os braços. (Foto: Sandro Pereira/RDC)

Homens do Corpo de Bombeiros fizeram a remoção do corpo de dentro do igarapé.

Paulo Sérgio foi autuado em flagrante pelo crime de homicídio qualificado e está sob custódia na sede da DEHS.

Agressão

O pai de Paulo Sérgio Oliveira, o ‘Neguinho’, 28, suspeito confesso de ter matado e enterrado o corpo de Raquel Melo de Moraes, 19, foi agredido por populares e familiares da vítima, quando chegava na residência do filho, no fim da manhã deste domingo (23).

O homem, identificado apenas como ‘Raimundo’, ainda caminhava pela rua quando foi surpreendido pelos moradores com socos e chutes.

Anúncio